Esporte

Treinador de GSP acusa campeão do UFC de recusar luta

14/07/2016 12h28

Falando em recordes de vendas, Georges St-Pierre deixou claro que quer voltar. E, no exato momento em que o canadense deixou isso público, uma fila de rivais se montou para desafiá-lo. Bisping, Conor, os irmãos Diaz, Lawler (campeão dos meio-médios) e até mesmo Anderson Silva... - Diego Ribas

Georges St-Pierre pediu luta contra Bisping, mas inglês não aceitou – Diego Ribas

Georges St-Pierre procura voltar para o cenário do MMA mundial e dar fim ao período de três anos distante das competições. Por isso, o canadense recentemente expressou a vontade de enfrentar o atual campeão peso-médio (84 kg) do UFC, Michael Bisping. Mas, de acordo com o lendário treinador de boxe Freddie Roach, que coordena os treinamentos do canadense, o combate não foi aceito pelo atleta inglês.

Em entrevista ao programa americano ‘Fight Hub TV’, Roach revelou que adoraria assistir a uma luta entre os dois, mas que a mesma já teria sido negada por Bisping. O treinador ainda comentou que St-Pierre já está negociando sua volta com o UFC, mas que depois da venda, ele ainda não tem certeza de como as coisas vão se desenrolar.

“Eu adoraria essa luta, mas o Bisping já disse não. Eu sei que essa luta não vai acontecer. Ele já está negociando, ou pelo menos estava, com os irmãos Fertitta. Mas eu fiquei sabendo que a companhia foi vendida para o Ari Emanuel e para outras pessoas. Talvez mais de uma pessoa esteja envolvida nisso, mas eu não sei a quem o UFC pertence agora. St-Pierre vai negociar com alguém, disso eu tenho certeza”, revelou.

Orgulhoso de seu aluno, Roach revelou como o canadense vem se saindo nos treinamentos. Para ele, o grande problema não é a condição física de St-Pierre, mas sim a falta de adversários disponíveis para promover a volta do ex-campeão.

“Ele está indo muito bem nos treinos. Ele realmente vai muito bem. Mas a coisa é, não existem nomes por aí ainda. Nós não escolhemos ninguém e nós também não temos um favorito para essa luta neste momento”, contou.

Mesmo com todo o interesse demonstrado pela parte de St-Pierre em voltar a lutar, o chefão do UFC não acredita que ele voltará a pisar nos octógonos novamente. Recentemente, o presidente da organização relevou durante as pesagens do UFC 200 que conhece muito bem a mentalidade de um atleta que quer lutar e de um que não quer mais. Para ele, o canadense se aposentou e não existem chances de ele voltar aos campeonatos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo