Esporte

Cerrone gera indignação do Centro de Apoio LGBT de Nevada após comentário homofóbico

18/07/2016 12h22

Donald Cerrone vai enfrentar Patrick Côté no UFC Fight Night 89 - Diego Ribas

Cerrone gerou revolta na comunidade LGBT ao fazer comentário homofóbico - Diego Ribas

Na semana passada, um dos lutadores mais populares do UFC, Donald Cerrone, se meteu em uma encrenca ao fazer um comentário homofóbico durante uma entrevista. A infelicidade do atleta veio à tona apenas alguns dias depois de o Ultimate anunciar apoio e uma parceria com o Centro Comunitário de Gays e Lésbicas de Nevada (EUA).  A atitude de Cerrone não agradou o torneio e muito menos o órgão, que manifestaram sua indignação.

Em resposta a um pedido de entrevista enviado pelo site americano ‘MMA Fighting’, o CEO do Centro LGBTQ enviou uma carta de esclarecimento dos fatos. Na carta, ele demonstra toda a frustração que o comentário de Cerrone gerou e aproveita para convidar o lutador a conhecer um pouco mais sobre o assunto e as experiências que o centro desenvolve.

“Nós ficamos muito desapontados com o comentário feito pelo Sr. Cerrone acerca do Sr. Cormier. A nova iniciativa entre o UFC e o Centro Comunitário para Gays e Lésbicas de Nevadas foi criada para geral apoio e suporte mútuo, porque nós acreditamos na intervenção de um bom exemplo esportivo que inclui respeito por todas as pessoas e igualdade de direitos, o que é parte da agenda do UFC e também são os nossos objetivos. Nossa parceria com o UFC é intencional. Essa parceria não é somente para dar suporte, mas também para sensibilizar a organização e os seus lutadores de todo o nosso trabalho e nossa cultura. Nós esperamos que esse trabalho possa ser desenvolvido de forma colaborativa por todos nós. Se existir alguma maneira de nós trabalharmos com o Sr. Cerrone e dividir com ele as nossas experiências, para alimentar esse respeito, nós ficaríamos muito felizes.”, dizia a carta enviada.

Tudo começou quando o lutador respondeu a uma pergunta durante uma sabatina na UFC Fan Expo em Las Vegas a respeito da performance de Daniel Cormier no combate contra o brasileiro Anderson Silva. Nas palavras de Cerrone, DC havia lutado como um ‘marica’ durante o evento de número 200 da organização. Horas depois, diante de toda a repercussão, o ‘Cowboy’ publicou uma foto nas redes sociais usando uma camiseta com os dizeres ‘Somos todos lutadores’, peças que foram montadas pelo Ultimate para divulgar o apoio ao Centro LGBTQ de Nevada. A foto foi apagada horas depois.

Cerrone é um dos lutadores mais queridos pelos fãs do UFC. Ele ganhou dez das suas últimas 11 lutas, sendo sua única derrota a tentativa frustrada de pegar o cinturão dos leves (70 kg) do então campeão Rafael dos Anjos, em dezembro de 2015. O ‘Cowboy’ tem luta marcada contra Rick Story no UFC 202, que acontece em no dia 20 de agosto em Las Vegas (EUA).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo