Esporte

Cyborg volta a pedir categoria peso-pena para muheres no UFC

20/07/2016 17h07

Cris 'Cyborg' estreou com vitória no UFC em maio deste ano - Diego Roman

Cris ‘Cyborg’ estreou com vitória no UFC em maio deste ano – Diego Roman

Cristiane ‘Cyborg’ Justino continua batendo na tecla de que as mulheres precisam de mais opções de categorias dentro do UFC. Campeã peso-pena(66 kg) do Invicta FC, a brasileira foi até as redes sociais e voltou a manifestar seu interesse em atuar pela soa categoria no maior torneio de MMA do mundo.

Cris fez sua estreia no UFC no evento de número 198, quando enfrentou e venceu Leslie Smith por nocaute no primeiro round. A luta foi feita em peso combinado de 63,5 kg, pois Cyborg já informou diversas vezes que chegar aos 61 kg impostos pela categoria dos galos – existente no Ultimate – é algo muito difícil e sacrificante para seu corpo.

Em um post feito no seu Facebook, a brasileira desabafou e disse que está cansada de esperar pela criação da categoria. Muitos especialistas consideram Cyborg a melhor lutadora peso por peso do mundo, mas, mesmo assim, sem uma categoria com peso adequado para ela no UFC, Cris diz que não consegue fazer lutas grandiosas.

“Todas as lutadoras do peso-galo sempre lutaram na sua divisão. Nenhuma delas precisou perder meio quilo a mais. Eu sou a única campeã de MMA do planeta que conseguiu descer de categoria com sucesso para fazer uma superluta enquanto mantinha um cinturão. Eu mereço a minha categoria. Essas garotas não querem me enfrentar na minha categoria de peso e agora os fãs querem me ver lutando de qualquer jeito, mesmo que não seja pelo cinturão, mesmo que eu precise arriscar minha saúde por isso. Isso não é justo. Eu conquistei o direito de lutar na minha divisão e as mulheres merecem ter direitos iguais para competir. Eu sou a melhor peso por peso do mundo. Seja lá o que você for fazer, não perca a minha próxima luta. Eu vou mostrar porque essas garotas saíram dessa categoria de peso”, publicou a brasileira.

Mesmo com os apelos de Cyborg, a criação da nova categoria parece não estar nos planos do UFC. Recentemente, a organização chegou a comunicar que estaria estudando a criação da categoria feminina dos moscas (57 kg), mas nenhum tipo de indagação ou suposição sobre se uma divisão mais pesada seria criada foi feita. Ao que tudo indica, a brasileira precisará esperar ainda mais para poder entrar de vez no Ultimate.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo