Esporte

Alvarez debocha de ranking e pede por vencedor de McGregor x Diaz

22/07/2016 11h04

Eddie Alvarez nocauteou Dos Anjos no primeiro round - Diego Ribas

Eddie Alvarez nocauteou Dos Anjos no primeiro round – Diego Ribas

Eddie Alvarez assumiu o topo da divisão dos leves (70 kg) duas semanas atrás, quando nocauteou o brasileiro Rafael dos Anjos no primeiro round do UFC Fight Night 90. Passados apenas 15 dias do seu triunfo, o americano já está pensando em quem será seu primeiro desafiante e engana-se quem pensa em nomes como Khabib Nurmagomedov ou Tony Ferguson, que figuram no top 3 da categoria (veja o ranking aqui). O que o novo campeão quer é de luta que dê dinheiro.

Em entrevista ao programa de rádio ‘SiriusXM Rush’s The Countdown’, Alvarez surpreendeu ao pedir pelo vencedor de Conor McGregor e Nate Diaz, que lutarão novamente no UFC 202, em agosto, mas pela divisão dos meio-médios (77 kg). A justificativa é simples: o americano quer dinheiro no seu bolso.

“Inicialmente, quero o vencedor de Conor x Nate. Gostaria de um grande pay-per-view, grande luta por dinheiro. Estou disposto a esperar um desses caras. Eu quase lutei com o Nate na Cidade do México, então talvez nós podemos ajustar nossas diferenças, e se acontecer a vitória do Conor seria bem-vinda essa luta também”, disse o campeão.

Ao ser questionado por que não esperar para enfrentar Nurmagomedov, que é o atual número 1 da categoria, Alvarez ignorou o rival. Segundo ele, o russo está há muito tempo parado e não merece o crédito dado a ele por estar em uma posição tão alta no ranking.

“O número um dos desafiantes na minha categoria lutou uma vez nos últimas três anos ou algo assim. Então estou um pouco nervoso por lutar com um cara como esse, que mal aparece para lutar. Conor e Nate estão no meu radar. Um deles eu realmente quero colocar as mãos”, citou.

Na verdade, Nurmagomedov atuou três vezes nos últimos três anos. No entanto, o russo que está invicto após 23 lutas em sua carreira realmente ficou 2015 inteiro parado por conta de uma série de lesões.

“Rankings são subjetivos. Para alguém dizer ‘esse cara é o número um’, quem colocou ele como o número um e por quê? Essas questões que temos que fazer a nós mesmos. É subjetivo Dito isto, façam uma luta que faça sentido. Façam lutas que os fãs querem assistir. Quem liga para essa merda de ranking?”, questionou o novo dono da divisão dos leves.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo