Topo

Esporte

Russo flagrado no doping é considerado inocente e liberado para o UFC

Joe Camporeale/USA TODAY Sports
Islam Makhachev, à esq, em ação no UFC Imagem: Joe Camporeale/USA TODAY Sports

Ag. Fight

27/07/2016 18h29

Flagrado no exame antidoping e retirado do card do UFC Florida no dia 15 de abril, exatamente um dia antes do evento ser realizado, o russo Islam Makhachev jurou inocência logo de cara e se colocou à disposição para qualquer esclarecimento. E passados três meses de estudos e análises, finalmente o atleta foi inocentado.

De acordo com o relatório da USADA (agência de controle antidopagem) emitido nesta quarta-feira (27), Islam foi liberado para treinar e competir após os exames terem constatado que o baixo índice da substância meldoniom foi encontrado devido a um tratamento que o lutador fazia no ano passado.

Diagnosticado com uma leve arritmia ventricular, o atleta fez uso da substância a partir de novembro de 2015 como forma de diminuir os riscos de uma recaída. No entanto, em janeiro deste ano o produto entrou para a lista de proibições da USADA, o que rapidamente impediu seu uso contínuo.

Passados quatro meses sem o tratamento, o jovem de 24 anos ainda apresentaria uma pequena quantidade da substância em sua urina, o que alertou os agentes a uma possível violação dos termos da política antidopagem do esporte.

Com a liberação, Islam não passará por nenhum tipo de julgamento e segue livre para treinar para seu próximo desafio, marcado para o dia o dia 17 de setembro, quando encada Chris Wade, nos EUA.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte