Esporte

Aos 32 anos, lutador do UFC explica porque ama morar com os pais

29/07/2016 12h49

Ian McCall está fora de ação desde janeiro de 2015- Divulgação

Ian McCall está fora de ação desde janeiro de 2015 – Divulgação

Uma das primeiras coisas que as pessoas costumam fazer quando conquistam sua independência financeira é sair da casa dos pais. Morar na sua própria residência significa ter liberdade para fazer o que quiser, mas também significa acumular responsabilidades. Algo que o lutador Ian McCall ainda não está muito a fim de fazer. Com 32 anos de idade, o americano mora com os pais até hoje e, se não fosse por pressão da sociedade, continuaria assim por muito tempo.

Em entrevista para o site americano ‘MMA Fighting’, McCall contou que ama morar com os pais. Além de gostar da mordomia, o atleta revelou que isso ainda o ajuda a criar seu filho de uma forma melhor, já que ele passa muito tempo treinando e precisa fazer algumas viagens a trabalho.

“Eu amo viver com os meus pais. É claro que eu preciso encontrar a minha casa para me mudar e isso vai acontecer em breve, mas eu honestamente não quero ter que fazer isso. Eu amo morar com eles e eu preciso de ajuda para cuidar do meu filho. Eu cuido do meu filho sozinho durante toda minha vida, então eles me ajudam muito. Eu consigo sair qualquer dia da semana, posso sair com a minha namorada e até mesmo sair para beber”, contou.

Apesar de amar viver na casa dos pais, o lutador pretende colocar um fim nessa história. Ele revelou que já está procurando imóveis para comprar e pretende se mudar até o final deste ano. Mas, mesmo assim, ele não quer se afastar da família e aproveitou para visitar as casas que estão à venda na mesma rua em que seus pais moram.

“Eu estou tentando comprar a casa que está à venda do outro lado da rua, ou alguma bem perto. Mas está difícil por que é caro demais. Mas eu vou me mudar até o final desse ano”, finalizou.

Ian McCall vai enfrentar Justin Scoggins no próximo sábado (30), no UFC 201. O lutador está fora dos octógonos desde janeiro de 2015, quando enfrentou e foi derrotado para o brasileiro John Lineker por decisão unânime dos árbitros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo