Esporte

Demian Maia aprova medo de rival em enfrentá-lo: "Espero que esteja certo"

09/08/2016 15h42

Embalado pela bosa fase, Demian, que recentemente venceu Matt Brown, pode amargar um dos piores "chá de cadeira' da história do UFC. E isso, convenhamos, se deve a uma curiosa junção de fatores. A começar pelo estilo quieto, calmo e respeitador do brasileiro, o que reflete diretamente nas suas vendas em pay-per-view quando comparado aos rivais faladores - Diego Ribas

Demian Maia venceu seus cinco últimos desafios no octógono do UFC – Diego Ribas

A confiança é um pilar importante para a vitória de um atleta. Quando ele acredita nele mesmo, é capaz de realizar de melhor forma tudo o que foi treinado e programado para acontecer dentro do octógono. Por isso, a maioria dos atletas assume uma postura otimista antes das disputas, o que não foi feito por Carlos Condit, que surpreendeu ao fazer exatamente o contrário quando comentou sobre o seu próximo rival, o brasileiro Demian Maia.

Em entrevista para o site oficial do UFC no Brasil, Demian revelou suas impressões diante do comentário do americano. Condit disse que o jogo do brasileiro era algo perigoso e ruim para ele, chegando até a admitir que preferia não ter que enfrentar Maia.

“Fico feliz que ele ache que meu estilo seja ruim. Espero que esteja certo e eu vença. Gosto do estilo dele. Ele vem para dentro o tempo todo, muito volume de golpe, tenta sempre definir. Acho que ele é um cara perigoso de derrubar porque joga muitos golpes, então tem que desviar. Uma vez no chão, acho que ele tem uma boa defesa, alguns ataques de omoplata, triângulo, e se sente seguro por baixo”, revelou o brasileiro.

Após vencer Matt Brown no UFC 198, Demian implorou ao Ultimate por uma chance de disputar o título, o que não foi atendido. Em resposta ao pedido, a organização deu ao brasileiro o combate contra o veterano enquanto Tyron Woodley que aproveitou a chance e se tornou campeão dos meio-médios (77 kg).

“A decepção é no momento, mas depois que passou o momento você não pode se apegar. Tenho um compromisso tão difícil quanto luta de título. Não adianta focar no título, tenho que focar no dia a dia para lutar bem com o Condit”, contou Demian já conformado com a situação que lhe foi imposta.

O duelo contra Carlos Condit foi recentemente remarcado para ser o main event do UFC Vancouver, que acontece no dia 27 de agosto. Originalmente, a luta entre os dois aconteceria na edição de número 202, uma semana antes do evento no Canadá. Para Demian, apesar de a luta ter passado de três para cinco rounds, a mudança foi algo benéfico para seu desempenho.

“Eu vejo como uma coisa boa. Se eu quiser disputar o título, tenho que estar preparado para cinco rounds, então não deixa de ser um teste. A última vez que fiz cinco rounds foi em março de 2015, na luta contra Ryan LaFlare, então veio em uma hora boa”, finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo