Esporte

Brasileiros dão show e dominam card preliminar do UFC Brasília

William Lucas/Inovafoto/UFC
Imagem: William Lucas/Inovafoto/UFC

Ag. Fight

24/09/2016 22h36

Quem chegou cedo ao ginásio Nilson Nelson para acompanhar as lutas do card preliminar do UFC Brasília, que aconteceu neste sábado (24), não teve do que reclamar. Das cinco lutas que envolveram brasileiros e estrangeiros, os atletas locais saíram vencedores de quatro. A única exceção foi justamente no primeiro combate, em que Glaico França foi derrotado pelo norte-americano Gregor Gillespie.

A redenção brasileira veio logo na segunda luta. Vicente Luque premiou aqueles que já se encontravam na arena com um nocaute arrasador ainda no primeiro round. Diante de Héctor Urbina, o brasuca partiu para a trocação franca e se deu bem. O americano de origem mexicana caiu desmaiado após receber um golpe poderosíssimo no queixo e precisou de ajuda para deixar o octógono. Foi a terceira vitória seguida do meio-médio (77 kg) de 24 anos.

“Estou lutando em casa e estou feliz demais. Essa luta é para vocês. Eu comecei aqui e estou onde estou por causa de todo mundo que sempre me apoiou. Sabia que ele é um cara muito agressivo e viria para cima. Agora quero pegar o cara mais forte que puder. Me sinto saudável e posso lutar o quanto antes”, comemorou Vicente.

Na sequência, Alan ‘Nuguette’ dominou praticamente toda a luta contra o escocês Stevie Ray e foi declarado vencedor por decisão unânime dos árbitros laterais. Da mesma forma que Jussier ‘Formiga’ levou a melhor diante do americano Dustin Ortiz.

Pelo peso-mosca (57 kg), Rani Yahya novamente utilizou seu excelente jiu-jitsu para levar a melhor diante do japonês Michinori Tanaka. Em um duelo bastante equilibrado e praticamente todo disputado no chão, o brasiliense não fez feio diante da sua plateia e chegou ao quarto resultado positivo na sequência dentro do Ultimate.

Erick vence e pede mais dinheiro

No primeiro duelo entre brasileiros da noite, Erick Silva e Luan Chagas protagonizaram um espetáculo cheio de reviravoltas. O capixaba esteve perto de finalizar a luta em duas ocasiões, mas também foi atingido duramente e chegou a levar três knockdowns. A vitória de Erick veio após um belo movimento em que passou por cima do oponente caído e finalizou com um mata-leão no terceiro round. Ainda no octógono, o vencedor desabafou e pediu por dinheiro para o UFC.

“Eu vinha de duas derrotas e essa luta foi importante para eu me recuperar. Gostaria de deixar claro que essa é o primeiro passo rumo ao meu objetivo de conquistar o título. E como eu não posso dizer sobre os meus patrocinadores aqui, se a Reebok estiver procurando algum futuro campeão para patrocinar, podem me procurar. Por favor, me deem o bônus da noite. Estou precisando de dinheiro, gente”, afirmou.

CARD PRELIMINAR

  • Michel 'Trator' venceu Gilbert Durinho por decisão unânime dos juízes laterais;
  • Rani Yahya venceu Michinori Tanaka por decisão unânime dos juízes laterais;
  • Jussier ‘Formiga’ venceu Dustin Ortiz por decisão unânime dos juízes laterais;
  • Erick Silva venceu Luan Chagas por finalização (mata-leão) no terceiro round;
  • Alan ‘Nuguette’ venceu Stevie Ray por decisão unânime dos juízes laterais;
  • Vicente Luque venceu Héctor Urbina por nocaute no primeiro round;
  • Gregor Gillespie venceu Glaico França por decisão unânime dos juízes laterais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo