Esporte

Campeão peso-pesado de boxe abandona títulos mundiais para tratar vício em cocaína

13/10/2016 09h00

Aos 28 anos e invicto como profissional de boxe com 25 vitórias no cartel, o peso-pesado Tyson Fury deu importante passo em sua carreira na última quarta-feira (12). Através de anúncio oficial à imprensa, o pugilista abandonou seus cinturões mundiais da WBA e WBO para se tratar do vício em cocaína.

Escalado para enfrentar o ucraniano Wladimir Klitschko no final de outubro, em revanche válida pelo duelo realizado em novembro de 2015, Fury foi flagrado no exame antidoping surpresa e assumiu o uso da droga. Reconhecendo que perdeu o controle diante do consumo desenfreado da substância, o atleta, em conjunto com sua equipe, preferiu pedir um tempo para cuidar da saúde.

“Agora eu entro em um grande desafio na minha vida, e eu sei, assim como quando enfrentei o Klitschko, que eu vou conquistar. Senti que era justo e bom para o boxe que os títulos estivessem ativos”, afirmou, sem estimar uma data para retomar as competições.

Com os títulos vagos, as entidades ainda não se pronunciaram sobre os próximos passos na divisão dos pesados. Ex-campeão, Klitschko aparece como favorito para enfrentar algum dos melhores ranqueados e, enfim, medir forças contra Deontay Wilder, americano invicto campeão da WBC.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo