Esporte

Georges St-Pierre anuncia rompimento de contrato com UFC

17/10/2016 18h37

Georges St-Pierre deve retornar ao Ultimate em dezembro - Diego Ribas

Georges St-Pierre não tem mai contrato com o UFC – Diego Ribas

Depois de anos de rumores e negociações sobre o retorno de Georges St-Pierre ao UFC, o canadense, ex-campeão dos meio-médios (77 kg), anunciou nesta segunda-feira (17) que não possui mais contrato com a maior organização de MMA do mundo e que está livre para negociar com outras organizações.

Em entrevista ao programa ‘MMA Hour’, GSP afirmou que a venda do Ultimate interferiu nas negociações, que apontavam para seu retorno ao octógono ainda na temporada 2016, e rebateu as declarações de Dana White, presidente do UFC, que afirmou publicamente que o atleta não tinha mais a vontade necessária para competir profissionalmente.

“Agora eu sou agente livre. Vocês me ouviram bem, eu sou um agente livre. Os meus advogados encerraram o meu contrato com o UFC”, anunciou GSP, antes de explicar um pouco a situação. “É uma longa história, mas eu disse ao Lorenzo que eu queria lutar novamente. Nós tivemos um encontro e eu levei o meu agente. Disse que queria lutar de novo. Muitos nomes foram oferecidos, muitos lugares, UFC 200, UFC Nova York… Nós tivemos nossos altos e baixos. Vocês sabem como é uma negociação dessas  A negociação levou a ajustes dos dois lados. Acho que nós ficamos perto de um acordo em algum momento até que uma grande notícia chegou e essa grande notícia era de que o UFC tinha sido vendido. Tudo estava caminhando até os novos donos tomarem controle. Ficamos algumas semanas sem novas notícias dos novos donos”, disse.

Apesar de garantir que agora está livre para negociar com qualquer outro evento de MMA, St-Pierre garantiu que essa posição partiu do seu advogado. Com isso, pode-se prever algum tipo de disputa judicial entre o lutador canadense e o maior torneio de Artes Marciais Mistas do mundo.

“Meu advogado deu um prazo para que eu pudesse lutar. Porque eu tinha um contrato com o UFC de 2011. Eles tinham um prazo porque eu queria lutar. Eu estava esperando por isso e ficava ouvindo na imprensa o Dana dizendo que eu não queria lutar. Não tinha nenhuma notícia até o fim desse prazo, que foi na noite passada. Eles me ofereceram uma luta com o Robbie Lawler em algum momento, mas eu ouvi que o Lawler estaria machucado e demoraria a voltar. Então o meu advogado me disse que eu sou agora um agente livre”, explicou.

Aos 35 anos, St-Pierre é o maior vencedor da história da categoria dos meio-médios. Com um cartel de 25 vitórias e apenas duas derrotas, o canadense também é um dos maiores vitoriosos do evento (GSP possui 19 vitórias, uma a menos do que o recordista Michael Bisping) e um dos grandes vendedores de pay-per-view da história. Após vencer Johny Hendricks por decisão dividida em 2013, o atleta pediu por um tempo para reavaliar a carreira e, desde então, vive envolto de rumores sobre o seu retorno.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo