Esporte

Sparring de luxo! 'Ju Thai' revela que pede para Shevchenko pegar pesado em treinos

18/10/2016 10h00

Juliana e Valentina agora dividem o tatame também nos sparrings - Acervo pessoal

Juliana e Valentina agora dividem o tatame também nos sparrings – Acervo pessoal

Derrotada por pontos por Carla Esparza em abril deste ano, ‘Ju Thai’ resolveu mudar um pouco sua rotina de treinos. A começar por aproveitar a proximidade da companheira de treinos Valentina Shevchenko, peso-galo do UFC (61 kg) e ex-campeã mundial de muay thai, com quem passou a fazer sparrings durante o seu camp para o próximo desafio, agendado para o dia 9 de dezembro, nos EUA.

Se antes a brasileira preferia não treinar com mulheres, agora ela tem bons motivos de sobra para se testar quase que diariamente com a russa. Especialista em muay thai e com um bom background de wrestling, Valentina tem o biotipo perfeito para que Juliana se prepare para encarar Tatiana Suarez, campeã da última edição do TUF nos EUA.

“Eu pedi para Valentina e o treinador dela me ajudarem no meu camp. Além da experiência dela, é muito importante ter alguém do nível dela me passando experiência e energia positiva. Sou super fã do trabalho dela e me espelho para um dia chegar na posição que ela conquistou hoje. Treinei com poucas mulher na minha vida, mas posso dizer que estou adorando treinar com ela. Sempre falo para ela: ‘Please kick my ass’ . Ela ri e pega pesado. É isso que eu quero, sofrer na academia e não ter surpresas na luta”, narrou a peso-palha (52 kg) mineira em conversa com a reportagem da Ag. Fight.

Com a diferença de duas categorias de peso entre as atletas, existe a preocupação para que elas não se machuquem treinando. Para isso, Juliana garante que o respeito e a experiência da atleta russa garantem o melhor dos resultados, embora não afaste por completo a chance de uma lesão.

“Ela sabe treinar e controlar, mas sparring é sparring, sempre tem o risco. A Valentina já treina na equipe há um tempo, estamos mais unidas e sou uma grande fã do trabalho dela, ela é muito humilde e quer me ajudar. Isso para mim é muito bom, ganhar experiência e trocar energia com alguém do calibre dela”, ressaltou Juliana.

Dona de bom arsenal de golpes na luta em pé e treinada pelo renomado Vinícius ‘Draculino’ no jiu-jitsu, Ju Thai terá pela frente a uma atleta de alto nível na luta olímpica e que se destaca pelo controle na luta de solo, quase sempre lhe garantindo uma finalização. Agressividade esta que pode ser justamente seu ‘calcanhar de aquiles’.

“Tatiana é uma excelente wrestler, se destacou no reality show. O jogo dela é mais aberto, pois ela busca finalizações, ela usa bastante chutes e o jab para manter a distância para entrar em queda. Ela está sendo muito bem estudada pelos meus treinadores e por mim. Vai ser uma grande luta. Só quero lutar, não estou na posição de escolher luta, estou vindo de derrota e a única coisa que eu penso é em fazer uma grande luta e, aí sim, recomeçar a subida no ranking”, prometeu.

Aos 34 anos e dona de um cartel de oito vitórias e três derrotas como profissional, Juliana, que estreou no UFC enfrentando a atual campeã Joanna Jedrzejczyk, é a atual número 15 do ranking oficial dos pesos-palhas do evento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo