Esporte

Claudinha explica mudança para os EUA: "Buscar evolução"

20/10/2016 09h00

Claudinha perdeu para Joanna Jedrzejczyk em 2014 por decisão dividida, naquele que foi o único revés de sua carreira no MMA. Com a rivalidade em alta, as pesos-palhas (52 kg) dividiram a casa do TUF nos EUA e agora lideram o show do dia 8. Caso vença, a brasileira conquista o topo do esporte. Mas em caso de derrota o evento nõ deve lhe dar uma terceira chance contra a polonesa tão cedo... - Erik Engelhart

Claudinha voltará a lutar depois de perder para Joanna- Erik Engelhart

Depois de perder pela segunda vez para a campeã Joanna Jedrzejczyk, Claudia Gadelha tomou uma atitude drástica. A potiguar deixou a academia Nova União, onde treinou por dez anos, e rumou aos Estados Unidos para abrir uma academia e também treinar na Jackson Wink MMA, onde agora é companheira de equipe de nomes como Jon Jones, Holly Holm e BJ Penn.

Se preparando para enfrentar Cortney Casey no UFC São Paulo, marcado para dia 19 de novembro, a brasileira fará pela primeira vez um camp fora do seu país e longe de Dedé Pederneiras, líder da equipe Nova União. Claudinha participou de uma conversa por skype com a imprensa nesta onde voltou a garantir que não houve briga com o antigo treinador. Segundo a número 1 do ranking dos palhas (52 kg), o motivo para a mudança é “buscar evolução” nos Estados Unidos.

“A minha relação com o Dedé sempre foi muito profissional. Nós nunca fomos muito amigos ou parceiros. E continua do mesmo jeito. Se eu tiver que tratar alguma coisa profissional com ele eu vou olhar para ele e tratar disso normalmente. Não teve nada demais. Só acho que eu precisava buscar evolução e a evolução está aqui. Infelizmente, o Brasil fica para trás em várias coisas e principalmente no esporte. Então a minha relação no Dedé continua profissional”, garantiu Claudinha.

“É a minha primeira vez fazendo camp fora. Eu vim em busca de evolução e melhorar a minha questão cardio e respiratória. Tenho treinadores muito bons e está sendo uma excelente experiência. É tudo muito diferente. Foram dez anos treinando no Brasil e agora estou aqui fora. Mas estou gostando muito de tudo aqui”, completou.

Claudinha deixou claro que não gostou da sua performance diante de Joanna, em julho deste ano. A brasileira alegou que se sentiu extremamente cansada no decorrer do combate e não conseguiu manter o alto nível nos últimos assaltos, o que foi fatal para a sua derrota por decisão dos juízes laterais.

“Estou experimentando o treinamento aqui. A questão da altitude ajuda muito nisso. Todo mundo viu que na minha última luta em cansei nos últimos dois rounds. Então estou a procura dessa evolução e é isso que estou buscando na minha vida”, concluiu.

UFC São Paulo – 19 de novembro

CARD PRINCIPAL

Rogério Minotouro x Ryan Bader
Thomas Almeida x Albert Morales
Cláudia Gadelha x Cortney Casey
Warlley Alves x Kamaru Usman
Thales Leites x Krzysztof Jotko
Serginho Moraes x Zak Ottow

CARD PRELIMINAR

Francimar Bodão x Darren Stewart
Cézar Mutante x Jack Hermansson
Matheus Nicolau x Yuta Sasaki
Marcos Pezão x Gadzhimurad Antigulov
Johnny Eduardo x Manny Gamburyan
Luis Henrique KLB x Christian Colombo
Pedro Munhoz x Justin Scoggins

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo