Esporte

Freguês de Cyborg critica limite de mulheres no UFC: "Palhaçada"

Divulgação
Marloes Coenen (foto) enfrentará Talita Nogueira no Bellator 163 Imagem: Divulgação

Ag. Fight

01/11/2016 18h16

O presidente do UFC, Dana White, já deixou bem claro que, no seu entendimento, não existe espaço e nem atletas de alto nível suficientes para se criar uma divisão dos pesos-penas (66 kg) para mulheres no evento. Contudo, não são poucas as críticas a essa visão. Para a veterana Marloes Coenen, que luta nessa mesma categoria do Bellator, a justificativa do dirigente não tem fundamento, uma vez que existem diversas atletas de qualidade atuando neste peso, como a brasileira campeã do Invicta FC, Cris Cyborg.

Em conversa com a reportagem da Ag. Fight, Marloes criticou a restrição das mulheres no maior torneio de MMA do mundo e lembrou de Cyborg. A brasileira, considerada uma das melhores lutadoras do planeta, teve que passar por um duro corte de peso e atingir 63,5 kg para poder atuar no UFC.

“O que o Dana White diz a respeito de não haver espaço e lutadoras suficientes para criar uma divisão dos pesos-penas para mulheres no UFC é palhaçada. Existem diversas grandes lutadoras, como a Cyborg, por exemplo. E fazem ela perder peso para fazer uma luta de peso casado”, atacou a ex-rival da brasileira que por duas vezes foi nocauteada por Cris.

Aos 35 anos de idade e prestes a completar 16 como lutadora profissional, Marloes garante que não pensa em aposentadoria. De acordo com a holandesa, que revelou estar escrevendo um livro sobre sua vida no mundo da luta, o seu objetivo é ser campeã do Bellator.

“Não penso em me aposentar. O meu horizonte está no dia 4 de novembro. Depois disso eu não sei, mas quero ser campeã do Bellator. Estou trabalhando em um livro também, aqui na Holanda, onde conto minhas experiências no cage. Mas o meu foco maior é continuar lutando”, afirmou.

Escalada para enfrentar Talita Nogueira no Bellator 163, evento que será realizado no próximo dia 4 de novembro em Uncasville (EUA), Marloes admitiu que não conhece muito bem o jogo da brasileira e apostou que a adversária tentará aplicar o seu jiu-jitsu no combate.

“Eu sei que ela é uma excelente lutadora de jiu-jitsu e também sei que ela não faz uma luta de MMA desde 2013. Mas eu não tenho ideia do quão boa ela é no seu jogo em pé. Sei que ela é forte, mas não sei o que esperar, até porque ela não luta há três anos. Mas acredito que ela vai querer fazer um jogo de chão”, declarou.

Ex-campeã dos pesos-galos (61 kg) do Strikeforce, Marloes assinou contrato com o Bellator em 2014 e fará a sua quarta luta na companhia. A holandesa coleciona na carreira um cartel com 23 vitórias e sete derrotas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo