Esporte

Jon Jones recebe um ano de suspensão da USADA por doping

07/11/2016 16h56

Jon Jones negou ter usado qualquer substância ilegal - Diego Ribas

Jon Jones negou ter usado qualquer substância ilegal – Diego Ribas

Não deu certo a estratégia de Jon Jones. O americano, que pediu na semana passada para ser ouvido por uma arbitragem especial da USADA (agência antidoping norte-americana) antes da decisão final da Comissão Atlética de Nevada (NAC, na sigla em inglês) para poder se defender melhor, teve a punição máxima aferida pelos três membros da McLaren Global Sports Solutions nesta segunda-feira (7).

Isso quer dizer que Jones terá que cumprir um ano de suspensão retroativo ao dia em que o americano foi flagrado no doping, em julho passado. Bones foi o primeiro atleta a recorrer à arbitragem com a USADA desde que o UFC fechou a parceria com o órgão no ano passado.

A defesa de Jon Jones argumentou que o atleta tomou uma pílula para estimulação sexual que estaria contaminada. A USADA confirmou que aquela pílula continha substâncias proibidas, mas o argumento não convenceu a arbitragem que considerou que o norte-americano não tomou o cuidado suficiente com o remédio.

Os árbitros que julgaram o caso de Jon Jones também afirmaram que o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) não deveria receber a mesma redução de pena para seis meses como Yoel Romero e Tim Means. O motivo é que no caso dos outros atletas houve um “clássico” caso de contaminação dos suplementos que eles utilizavam com substâncias proibidas e não descritas na bula.

“Pelas evidências apresentadas, o atleta não é um trapaceiro. Ele não sabia que o produto que ele ingeriu continha substâncias proibidas ou que aquelas substancias tinha a capacidade de melhorar o seu rendimento no esporte. Contudo, em função do seu uso imprudente do que ele chamou de ‘pílula do p**’, ele não só perdeu um ano de sua carreira como uma quantia em dinheiro estimada em 9 milhões de dólares. Esse desfecho, que ele admite ser uma chamada para acordar, deveria servir de aviso e alerta para todos os atletas que participam nesse esporte”, escreveu um dos árbitros no documento da decisão.

O valor a que ele se refere é a estimativa do quanto Jon Jones ganharia pela luta contra Daniel Cormier no UFC 200, evento que aconteceu em julho em Las Vegas. O americano foi retirado do card três dias antes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo