Esporte

Tim Kennedy explica porquê se pesou mesmo sem luta no UFC NY

13/11/2016 14h00

Tim Kennedy se pesou mesmo sem luta para este sábado - Diego Ribas

Tim Kennedy se pesou mesmo sem luta para este sábado – Diego Ribas

Naquela que foi uma das pesagens mais conturbadas dos últimos tempos, Tim Kennedy chamou a atenção na manhã da última sexta-feira (11) ao subir na balança e cravar os 186 pounds necessários para competir como um peso-médio (84 kg). No entanto, a estranheza da situação se deu pela sua luta contra Rashad Evans ter sido retirada do card dias antes.

Deixando isso de lado, o americano manteve a dieta, cortou o peso necessário e diante dos jornalistas cravou a marca, fato que, de acordo com seu dicurso, seria fundamental para que ele recebesse o valor acordado com a organização.

“No meu contrato com o UFC, para que eu pudesse receber a minha bolsa referente a essa luta, eu teria que subir na balança no dia 11 de novembro. E foi isso que eu fiz. Pesei 186 pounds”, revelou à reportagem da Ag. Fight. “Eles mudaram a luta. Lutarei no UFC 206. Não é o Madison Square Garden e não é Nova York, e isso é triste. Mas eu ainda vou lutar. O UFC foi bom comigo, cuidou de mim, do meu córner e da minha família. E isso é importante para mim. Eles foram generosos e agradeço por isso. Vou lutar em quatro semanas”.

O evento a que se refere Kennedy é o UFC 206, marcado para o dia 10 de dezembro, no Canadá. Lá, ele finalmente poderá colocar um ponto final ao jejum de dois anos sem competição e, apesar de precisar encarar o processo de perda de peso mais uma vez, não parece preocupado com o esforço exigido de seu corpo.

“É divertido. A minha dieta continuará limpa, eu ainda estou em período de camp. Então, vou tirar o final de semana para relaxar com os meus amigos e na segunda-feira estou de volta ao camp, dieta rígida e disciplina total. No dia 10 de dezembro, em Toronto, contra o Rashad Evans, eu estarei 100%”, prometeu.

Sem competir desde 2014, quando foi nocauteado por Yoel Romero, o americano se ausentou do esporte e só voltou a focar no MMA quando o esporte passou por grande transformação. Agora, por exemplo, com a rigidez dos exames antidoping realizados pela USADA, todo cuidado é pouco para qualquer competidor.

“Durante toda a minha carreira, sempre fiz questão de ter absoluta certeza do que coloco no meu corpo. Não é pela USADA que eu me alimento bem e não uso anabolizantes. Faço isso por mim. Pela minha saúde, pela minha integridade, pelos meus filhos, pela família, pelos meus amigos e pelo meu corpo. Para que eu possa continuar um atleta saudável para o resto da minha vida.  Pratico esse esporte porque eu amo esse esporte. Não faço para ser famoso ou nenhuma outra razão a não ser o fato de que amo lutar. E não vou trapacear nunca”, prometeu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo