Esporte

Rival questiona preparo físico de Warlley e promete novo "acidente" no octógono

18/11/2016 10h00

Kamaru Usman terá a missão de encarar Warlley Alves - Marcel Alcântara

Kamaru Usman terá a missão de encarar Warlley Alves – Marcel Alcântara

O promissor meio-médio (77 kg) Warlley Alves tem novo desafio marcado para este sábado (19), quando encara o nigeriano Kamaru Usman em São Paulo em sua primeira apresentação após a derrota sofrida em maio, também em uma edição do UFC Brasil. Aos 25 anos e com fama de nocauteador, o carioca também levantou dúvidas ao sofrer seu primeiro revés no octógono, em duelo que durou todo o tempo previsto, cenário nada comum para suas lutas.

Mirando no cansaço apresentado pelo brasileiro no decorrer do confronto, o atleta visitante declarou em conversa com a mídia brasileira na última quinta-feira (17) que deverá explorar esse ponto. Afinal, de acordo com sua visão sobre a luta, seu estilo resistente e contínuo deve representar uma ameaça ao atleta dono da casa.

“Assisti a suas últimas cinco lutas. Ele é um cara duro, bastante agressivo e muito explosivo”, analisou o nigeriano. “Mas ele ainda é novo e se ele não consegue acabar com aquilo rápido, ele tende a falhar. Então, espero que ele tenha trabalhado na sua condição física porque ele não conseguirá me tirar de lá rapidamente. Mesmo se você tiver o melhor preparo físico do mundo, você tem que saber usá-lo dentro do cage. E eu não acho que ele sabe dosar isso ainda. Eu tenho um preparo para dias, nunca me canso. Espero que ele esteja preparado para isso. Porque eu não vou me cansar”.

Abalado depois de perder a invencibilidade no MMA, Warlley não escondeu dos fãs sua tristeza com o resultado do combate. No entanto, tal postura também é vista como fraqueza por parte do rival, que usou as próprias palavras do brasileiro para prometer um novo atropelo no octógono do UFC.

“Acredito que no momento eu arrebentaria a maioria dos caras no top 15. E se eu derrotá-lo, quero uma luta contra alguém que esteja no top 15, talvez top 10. Tenho que ser eu mesmo. Ele disse que sua última derrota foi como estar em um acidente de carro. Bem, ele estará em outro acidente esse final de semana (risos)”, provocou.

Com três vitórias e nenhuma derrota desde que estreou no UFC, Usman não parece nervoso para sua estreia em solo nacional. Talvez pelo pouco apelo do evento ou pelo baixo número de eventos oficiais marcados ao longo da semana, o fato é que o nigeriano deixou claro que os gritos de ‘Uh, vai morrer!’, ao menos em teoria, não o abalarão.

“É sempre difícil quando você tem que viajar e lutar em outro país. Mas eu amo o fato de que os fãs brasileiros são bastante apaixonados por esse esporte. Será mais pressão para ele do que para mim. Eu estou acostumado a enfrentar e derrotar lutadores da casa”, prometeu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo