Esporte

Demian revela suas opções no UFC e deixa escapar apelo pessoal por revanche com Spider

19/11/2016 08h00

Demian está pronto para lutar pelo cinturão - Florian Sädler

Demian está pronto para lutar pelo cinturão – Florian Sädler

Embalado por uma sequência de vitórias que o colocou oficialmente como próximo da fila por uma luta pelo título, Demian Maia viu no empate entre o campeão Tyron Woodley e o desafiante Stephen Thompson no UFC Nova York o início de novas incertezas em sua carreira. Aos 39 anos, o meio-médio (77 kg) paulista possivelmente terá que aguardar que a revanche entre os americanos defina quem seria o seu próximo adversário. No entanto, caso isso leve muito tempo, ele já tem algumas opções na manga para se manter ativo no octógono.

Em conversa com jornalistas após a pesagem oficial do UFC SP, realizada na última sexta-feira (18), Demian revelou que ao todo possui quatro opções. No melhor cenário, o evento não casa a revanche e o direito de disputar o cinturão cai no seu colo. Caso isso não ocorra, três nomes despontam para que ele não fique tanto tempo sem se apresentar no cage.

“Na verdade, é uma casualidade. Se eles marcarem a revanche mesmo, tiver que ficar parado… O que seria interessante? Um me desafiou , um me ofereceram , e tem uma que tem uma coisa pessoal minha de seis anos ou sete anos atrás num peso-casado . Então tem um leque aberto”, narrou.

O duelo com Anderson seria uma reedição do show realizado em 2009. Na ocasião, que valia o cinturão dos pesos-médios (84 kg), Demian sofreu não apenas com os golpes do rival, mas com suas intensas provocações e ofensas durante o combate, que ficaram imortalizadas na história do esporte com uma mancha na carreira do campeão.

“Uma luta interessante para me manter ativo em um peso-casado… Pois o Anderson não bate 77 kg que eu saiba. Um peso de 82 kg ou algo assim. Acho que pela história o público gostria de ver. Hoje eu sou um outro atleta, me sinto mais seguro. Pela história dessa luta e por ter sido uma que marcou muito a carreira e, apesar da derrota, me levou a outro patamar. Seria interessante para não parar e ficar esperando. E no peso-casado, seria durissima, mas se eu perdesse não influenciaria tanto em lutar pelo cinturão”, narrou.

A revanche com o Spider, curiosamente, aconteceria em momentos completamentes diferentes dos atletas em relação ao primeiro embate. Se em 2009 Anderson era o campeão imbatível e Demian um atleta que ainda lutava para se acostumar com as regras do MMA, hoje o paulista está na melhor fase da carreira enquanto que o Spider não vence um duelo desde outubro de 2013.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo