Esporte

Mesmo vitorioso, Bader se diz surpreso com resistência de Minotouro

20/11/2016 14h00

Ryan Bader está e olho no cinturão da categoria - Cleber Yamaguchi

Ryan Bader está e olho no cinturão da categoria – Cleber Yamaguchi

Não deu para o Brasil na luta principal do UFC São Paulo. Rogério ‘Minotouro’ caiu no jogo do americano Ryan Bader e não conseguiu sequer fazer sombra ao rival, que conquistou a vitória por nocaute técnico no terceiro round após passear nos dois primeiros com seu jogo de wrestling e ground and pound efetivos. Mas, apesar de parecer que o número quatro do ranking não teve grandes problemas para anotar seu segundo triunfo seguido no Ultimate, ele não enxerga exatamente assim.

Na coletiva de imprensa logo após o evento, na madrugada deste domingo (20), Bader se disse surpreso com o desempenho do irmão gêmeo de Rodrigo ‘Minotauro’, que aguentou os 86 golpes significativos que tomou ao longo dos três rounds que durou o combate. Experiente, o americano disse que aprendeu a não ir com sede ao pote, como fez na última vez que esteve no Brasil e perdeu para Glover Teixeira.

“Nogueira é sempre um cara duro. E eu fiquei surpreso com o quão duro ele foi novamente. No primeiro round eu bati nele com alguns golpes fortes. Uma coisa que aprendi na minha carreira é ser paciente. A última vez que estive no Brasil eu não fui paciente e paguei por isso. Então eu escolhi meus golpes. Passei a me sentir melhor no terceiro do que no primeiro. Não estava apressando nada”, afirmou Bader.

Aos 33 anos, o campeão do TUF 8 acabou de cumprir a última luta do seu atual contrato com o Ultimate. Tempo então para pensar no futuro e decidir o que fará daqui para frente. Mas o discurso do americano após a luta é de que ele deve aguardar o duelo entre o campeão dos meio-pesados (93 kg), Daniel Cormier, e Anthony Johnson, marcado para dia 10 de dezembro, no Canadá.

“Eu peguei essa luta com o Minotouro e agora estamos aqui. Veja, eu amo o UFC e eu amo lutar pelo UFC. Tem que fazer sentido. Eu estou no top 5 faz um tempo e quero lutas grandes. Tem uma luta grande vindo em dezembro, então vamos falar com eles e ver para onde vamos a partir daqui”, disse o americano que não descarta viajar para o Canadá para assistir a esse duelo de perto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo