Esporte

Weidman admite abalo após derrota e promete volta por cima: "Cansei de perder"

29/11/2016 13h26

Chris Weidman foi nocauteado por Yoel Romero no UFC Nova York - Florian Sädler

Chris Weidman foi nocauteado por Yoel Romero no UFC Nova York – Florian Sädler

O momento de Chris Weidman não é dos melhores. Após sofrer a segunda derrota consecutiva da carreira, o atleta que retornou de lesão para o duelo contra Yoel Romero vive a pior fase da carreira. E, claramente abalado com a situação, o americano reconheceu que ficou sentido com a derrota, mas garantiu que está farto de perder e pronto para dar a volta por cima.

Em entrevista no programa ‘The MMA Hour’, Weidman exaltou o UFC 205, primeiro evento realizado na cidade de Nova York (EUA), mas admitiu que sentiu o peso de ser derrotado em casa. De acordo com o americano, perder ‘estragou a festa’, mas o momento é de se recompor para colocar fim aos resultados negativos.

“Eu definitivamente estava machucado no final da luta, mas percebi o lado bom também: poder fazer parte de tudo aquilo foi realizar um sonho. Menos perder. Tudo estava ótimo até o momento da derrota. Mas até isso faz parte do jogo e você tem que se recuperar e voltar lá para conseguir uma vitória. Eu simplesmente cansei de perder. Não quero perder mais”, declarou.

Surpreendido por uma joelhada voadora de Yoel Romero, Weidman acabou nocauteado no terceiro round. E na opinião do americano, o golpe fatal veio em seu único erro durante todo o combate.

“Eu simplesmente senti que não tinha jeito de eu perder aquela luta. Lembro de pensar, ‘se eu vencer esse terceiro round, já era’. E eu arrisquei uma queda. Se você ver, se você é uma pessoa técnica e que entende de MMA, sabe que quando você enfrenta um canhoto você sempre coloca a sua cabeça para o lado da perna da frente dele. Nunca vá para a perna de trás. E todas as minhas tentativas de queda, eu ataquei na perna da frente dele, o que me afasta do perigo de uma joelhada ou de um forte direto. E no único momento que eu atirei para o lado errado, coisa que treinei milhares de vezes para não fazer, ele apareceu com aquele joelho”, explicou.

Ex-campeão dos pesos-médios (84 kg) do UFC, Chris Weidman fez três defesas de cinturão antes de ser superado por Luke Rockhold. Aos 32 anos de idade, o americano coleciona na carreira um cartel com 13 vitórias e duas derrotas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo