Esporte

Americano revela que tentou desistir de cinturão para evitar corte de peso

04/12/2016 11h00

Diego Ribas

Tim Elliott deixou claro que não quer mais sofrer com a balança do UFC – Diego Ribas

Tim Elliott venceu a 24ª edição do TUF e garantiu a chance de enfrentar Demetrious Johnson no último sábado (3), em Las Vegas (EUA). E o seu retorno ao UFC não poderia ser mais vistoso: com o cinturão dos moscas (57 kg) em jogo, fazendo a luta principal do show em Las Vegas (EUA) e com a chance de encarar aquele que é apontado como o melhor lutador do mundo na atualidade independentemente de categorias de peso. Mas quase que tudo isso foi jogado fora.

Aos 29 anos, o americano garantiu em conversa com a imprensa após o combate, em que foi vencido por DJ por pontos, que não pretende mais cortar tanto peso antes dos combates e que o ideal seria subir para os galos (61 kg). E para enfatizar sua ideia, ele revelou que por muito pouco não abriu mão de uma luta pelo cinturão para não ter que cravar os 57 kg necessários um dia antes de sua última luta.

“Gostaria de subir para os 61 kg. Acho que o corte de peso me mata, eu realmente sofri com esse corte. Na verdade, na manhã da pesagem eu estava sofrendo. Foi a primeira vez em que eu falei para meus treinadores que tinha acabado e que eu não voltaria para a sauna”, narrou com certa naturalidade.

No entanto, caso isso acontecesse e ele não batesse o peso, caberia ao seu adversário aceitar ou não o confronto mediante o pagamento de uma porcentagem de sua bolsa. Além, é claro, da certeza de que o título do UFC não estaria mais em jogo no octógono.

“Eu desistiria dos 20%, e não me importo pelo cinturão. Meu treinador me fez voltar lá na sauna e bater o peso. Agradeço por isso, mas tudo para mim em volta desse esporte é divertido para mim. Por isso digo que me sinto melhor com 61 kg”, analisou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo