Esporte

Gadelha e Esparza trocam acusações e prometem resolver as diferenças no octógono

05/12/2016 07h00

Divulgação/ Invicta FC

Esparza e Gadelha deveriam ter se enfrentado no Invicta FC – Divulgação/ Invicta FC

É curioso, mas alguns pontos em comum nas carreiras de Carla Esparza e Claudia Gadelha terminaram por garantir não apenas o cancelamento de todas as disputas agendadas para que elas se enfrentassem, como também garantiram uma rivalidade que após crescer por anos parece ter chegado ao seu ápice. E ao que parece, ao menos no discurso de ambas, é chegada a hora de resolver as diferenças dentro do octógono.

Ao ver que a americana colocou sua moto em leilão reclamando de dificuldades para pagar as contas, Claudia não se sensibilizou com a situação da adversária e garantiu que, ao menos na sua visão, a culpada é Esparza, que luta em média uma vez por ano e se acostumou a recusar confrontos.

“Que lutadora estranha é a Carla. Ela não quer lutar com as melhores e dá desculpas para conseguir lutas fáceis. Quero ser a melhor. Para minha última luta, eu pedi as melhores da categoria. Infelizmente, ela não sentiu da mesma forma. Carla e outros nomes da categoria negaram lutar comigo, e me sobrou a Cortney. Aceitei a luta com a promessa que se vencesse pegaria a Carla. E agora ela segue fugindo. Você quer dinheiro, garotinha? Entra no octógono e lute. Tenho os carros que quero, duas casas e dinheiro no banco aos 27 anos. Isso porque eu aceito desafios”, provocou a brasileira em suas redes sociais.

Sem perder tempo, a americana, primeira campeã peso-palha (52 kg) tanto do Invicta FC quanto do UFC, relembrou que, assim como ela, Gadelha já recusou combates, deixou duelos dias antes deles acontecerem e também ficou afastada dos cages para se recuperar de lesões. Curiosamente, como bem lembrou, por duas vezes quando elas estiveram para se enfrentar no Invicta foi a brasileira quem não pôde se apresentar.

“Se eu me lembro corretamente, eu apareci, me pesei e entrei no cage para lutar com a Gadelha duas vezes. E ela não pareceu. A segunda vez foi por causa de um corte de peso insano que fez ela parar no hospital. Eu também entrei no TUF 20 esperando lutar com ela (isso faria a terceira vez), e, de novo, ela não foi. Porquê ela é muito pesada para bater o peso. Desculpa e em caminho com 57 kg e você bate 70 kg. Muito assustada para lutar com pessoas do seu tamanho? Já provei que eu luto com você, e mesmo que você grite e chore como uma pirralha, não significa que eu farei do seu jeito”, finalizou.

Em outro ponto curioso entre as rivais está o fato de que elas perderam apenas uma luta no UFC na divisão peso-palha (52 kg), justamente para a invicta campeã Joanna Jedrzejczyk, que bateu Carla para se tornar campeã e manteve seu posto diante da brasileira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo