Esporte

Cyborg promete silêncio a Dana e descarta duelo com Ronda em peso casado

Eraldo Peres/AP
Cris Cyborg fez duas lutas em peso casado no Ultimate Imagem: Eraldo Peres/AP

Ag. Fight

12/12/2016 09h00

 

O clima entre Dana White e Cris ‘Cyborg’ – que nunca foi dos melhores – não anda nada bem. Na semana passada, o dirigente veio a público para revelar que a brasileira negou duas lutas em sua categoria de origem, a dos penas (66 kg), e causou grande polêmica no mundo do MMA, já que a curitibana sempre bateu o pé para que essa divisão fosse incorporada ao Ultimate. E agora, entre cutucadas e provocações, a campeã do Invicta FC decidiu que o momento é de medir as palavras.

Em rápida troca de mensagens com a Ag, Fight, Cris mostrou novamente o seu descontentamento com o presidente do maior torneio de MMA do mundo, mas garantiu mais uma vez que só estará pronta para retornar ao octógono em março. Segundo ela, só nesta data que seu corpo poderá retornar 100% ao seu estado perfeito após o brutal corte de peso para sua última luta em setembro.

“Não vou mais responder (ao Dana White). Eu falei que queria um tempo e que não iria mais lutar nos 140 pounds (63,5 kg, no peso casado), apenas no meu peso. Só estarei pronta para lutar em março. Estou me recuperando do meu último corte de peso física e psicologicamente. Se vai fazer a categoria, fico muito feliz com a declaração. Isso mostra que todo o esforço valeu a pena. Nós mulheres vencemos mais uma. Sempre falei que tem muita mulher boa na categoria”, afirmou a curitibana, se referindo à declaração do dirigente também na semana passada onde garantiu que a divisão dos penas será criada no UFC “com ou sem Cyborg”.

“Até ontem ele falava que não tinha mulheres na categoria e agora está com pressa de fazer a luta. Estou em recuperação. Em março estarei pronta. Sou campeã. Se ele quiser fazer mais uma campeã, quem sou eu para falar alguma coisa? Ele coloca as regras no UFC e faz o que bem entende. Meus fãs me conhecem e sabem quem é a verdadeira campeã”, completou.

Cris também revelou uma decisão importante que tomou após sua última luta. A brasileira não irá mais se arriscar a descer para os 63,5 kg do peso combinado entre a divisão dos galos e dos penas. A partir de agora, a brasileira atuará apenas em sua categoria de origem, e nem a tão sonhada luta com Ronda Rousey a faria desistir dessa decisão.

“Estarei pronta em março. Em meu peso eu me viro. Neste peso sempre lutei. Não (luto mais em peso casado). Só luto no meu peso”, concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo