Esporte

Jon Jones finaliza Dan Henderson e desafia Sonnen para luta de submission

Ag. Fight

12/12/2016 02h08

Suspenso das competições de MMA até julho de 2017 após ser flagrado em um exame antidoping surpresa, Jon Jones sacudiu a poeira neste domingo (11) ao encarar o veterano Dan Henderson na luta principal do ‘Submission Underground 2’, torneio de luta agarrada realizado na cidade americana de Portland.

Sem poder usar socos ou chutes, Jones venceu sem grandes dificuldades o rival de 46 anos, recém-aposentado do MMA, que carregava seu passado na seleção americana de wrestling como grande credencial para o show. Mas, como esperado, o veterano deu certo trabalho no início ao impedir as tentativas de quedas do rival até a marca dos três minutos.

Mas uma vez por cima, Jones rapidamente passou a guarda, estabilizou e atacou a montada. Desta posição, ele aproveitou o descuido de Henderson para tentar repor a guarda e encaixou o estrangulamento katagatame aos seis minutos de combate para dar números finais ao confronto.

Após o anúncio oficial do resultado, Sonnen, organizador de lutas do evento, questionou se o ex-campeão meio-pesado (93 kg) do UFC teria interesse em defender seu posto no evento de submission. “Na verdade, eu estou esperando para lutar com você, Chael”, respondeu no microfone.

Sem pensar duas vezes (em cena possivelmente calculada anteriormente), o ex-rival de Anderson Silva aceitou o desafiou, encarou Jon Jones e garantiu que a disputa será realizada no dia 29 de janeiro, uma semana depois da edição de número 170 do Bellator, show em que Sonnen encara Tito Ortiz nas regras do MMA.

Caso Jones e Chael se enfrentem, essa será a revanche do confronto realizado no UFC 159, em 2013. Na ocasião, ‘Bones’ nocauteou o falastrão ainda no primeiro assalto.

Revanche de peso

No co-main event da noite, Miesha Tate e Jessica Eye fizeram a revanche do confronto realizado no UFC em 2015. Apesar de a disputa ter sido realizada desta vez nas regras de submission, mais uma vez quem levou a melhor foi a ex-campeã peso-galo (61 kg), que precisou de todo o tempo normal e das três prorrogações para levar na decisão dos árbitros.

O momento curioso ficou por conta do erro do árbitro que ainda nos minutos iniciais do confronto paralisou a disputa por ter entendido que Eye havia dados os três tapinhas em sinal de desistência enquanto a rival aplicava uma chave de braço.

Após a confusão ser desfeita, Miesha dominou todas as ações e por três vezes esteve perto de finalizar a disputa com um estrangulamento, golpe que sempre esbarrou na resistência de sua oponente.

Quer receber notícias do MMA de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo