Esporte

'Cyborg' chora ao lembrar de provocações de Ronda e promete fazê-la sofrer

ESPN/Reprodução
Cris Cyborg se emocionou ao lembrar das provocações de Ronda Imagem: ESPN/Reprodução

Ag. Fight

18/12/2016 14h31

Cris ‘Cyborg’ ainda não lutou no octógono do UFC em sua divisão de origem, mas a categoria a dos pesos-penas (66 kg) será inaugurada em fevereiro e parece questão de tempo até que os fãs a vejam disputando o cinturão do maior evento de MMA do mundo. Mas mesmo assim, sua maior meta ainda parece encarar Ronda Rousey, ex-campeã peso-galo (61 kg) da organização.

Em entrevista ao programa ‘Outside The Lines’ da ESPN americana, Cris deixou claro que ainda possui assuntos inacabados com a judoca. E, ao menos de acordo com seu discurso, Ronda seria a única atleta capaz de fazê-la carregar diferenças pessoais para dentro do cage, justamente por conta das pesadas provocações em que a acusou de ser um homem competindo entre mulheres.

“Isso me fez chorar. É difícil pois tudo o que ela fala vai para todo os cantos. É difícil esconder. Eu posso superar isso, mas meu pai não consegue”, afirmou, com lágrimas nos olhos. “Mostro para eles (família) que isso não me incomoda. Não me incomoda, continuo treinando. Não tenha nada pessoal contra minhas oponentes, mas contra ela seria semiviolento. Seria a mesma coisa, mas talvez eu não terminasse a luta tão cedo. Quando você desrespeita eu e minha família e tenta ridicularizar a mim para os fãs… Não é legal”.

Ex-campeã do Strikeforce e atual detentora do cinturão do Invicta FC, Cris não perde uma luta de MMA faz dez anos. Por isso, é comum vê-la ser apontada como a maior lutadora de todos os tempos desde os tempos em que Ronda, ainda uma iniciante, optou por mudar de categoria para não enfrentá-la.

“A primeira coisa é que seria a maior luta do MMA feminino. Para mim, seria muito especial porque penso nessa luta faz tempo. Sei que não preciso provar nada para ninguém. Me conheço e sei que não escolho rivais, mas com ela eu gostaria de lutar. Não é sobre pessoas, é sobre socar ela no octógono. Ela falou muita besteira sobre mim por seis ou sete anos. O que ela diz não é verdade. Ela não me conhece, nunca nos conhecemos e nunca conversamos”, finalizou a curitibana.

Quer receber notícias de MMA de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo