Esporte

Holloway pede para Aldo "parar de chorar" e esquecer revanche com McGregor

Brandon Magnus/Zuffa LLC
Max Holloway nocauteou Anthony Pettis no UFC 206 Imagem: Brandon Magnus/Zuffa LLC

Ag. Fight

19/12/2016 13h58

Um duelo entre José Aldo e Max Holloway valendo o título dos pesos-penas (66 kg) será inevitável. Após derrotar Anthony Pettis no último dia 10 de dezembro, o havaiano conquistou o cinturão interino da divisão e é esperado para enfrentar o campeão linear. Contudo, o brasileiro ainda tem na cabeça uma revanche contra Conor McGregor, como revelado em conversa com a reportagem da Ag. Fight recentemente. E isso não é visto com bons olhos por ‘Blessed’, que aproveitou para alfinetar o ‘Campeão do Povo’.

Em entrevista ao site FloCombate, Holloway criticou a postura de Aldo com relação à derrota sofrida para McGregor. Na visão do americano, está na hora do brasileiro virar a página e “parar de chorar” por uma revanche contra o irlandês.

“As coisas estão loucas nessa divisão nos últimos anos. Nós tivemos um cara (McGregor) que caçou o campeão (Aldo) e depois foi atrás de outro cinturão. Então, o cara (Aldo) que apanhou agora quer caçar o outro (McGregor). José precisa dançar conforme a música e parar de chorar. As vezes as coisas não acontecem do jeito que você quer então seja homem e encare o que está diante de você. Vamos lutar”, declarou.

O havaiano ainda foi além e respondeu as declarações de Aldo, que menosprezou o cinturão interino do havaiano, lembrando que o título foi entregue para o brasileiro assim como em 2011 quando a divisão dos penas foi criada.

“Alguém falou uma coisa maluca para mim. Eu estou em uma sequência de dez vitórias seguidas e tenho mais vitórias que esse cara (Aldo) tem de lutas no UFC. E esse cara era o campeão? Corta essa. As pessoas falam que meu cinturão interino é falso, mas até onde eu sei eu fui o único que realmente lutou pelo título. Ninguém me entregou p*** nenhuma como fizeram duas vezes com esse cara”, afirmou antes de voltar a dizer que não sabe se enfrentará o brasileiro no UFC 208, evento que será realizado no próximo dia 11 de fevereiro em Nova York (EUA).

“Eu adoraria lutar no dia 11 de fevereiro, mas não posso confiar que esse cara vai aparecer para luta. Se eu pudesse confiar e tivesse a certeza de que ele vai comparecer, não teria problemas para mim. Mas esse cara tem um talento para não aparecer nas lutas. Lesões acontecem, sei como é isso, mas com esse cara elas acontecem cinco vezes mais do que com os outros”, provocou.

Com o nocaute em cima de Pettis no UFC 206, Holloway alcançou a incrível marca de dez triunfos consecutivos no Ultimate. Aos 25 anos de idade, o havaiano coleciona na carreira um cartel com 17 vitórias e três derrotas.

Quer receber notícias de MMA de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo