Esporte

Velasquez revela usar maconha para tratar lesão e garante vingança contra Werdum

22/12/2016 12h09

Cain Velasquez tem um grande histórico de lesões - Reprodução

Cain Velasquez tem um grande histórico de lesões desde que chegou ao UFC – Reprodução

Mesmo com a luta contra Fábricio Werdum agendada para o próximo dia 30 de dezembro no UFC 207, o ex-campeão peso-pesado Cain Velasquez não demonstra estar concentrado apenas no confronto. O norte-americano revelou que fará uma cirurgia apenas cinco dias após o próximo combate para aliviar as dores que sente nas costas, em procedimento semelhante ao que fez em fevereiro deste ano. E tentando evitar medicamentos fortes que possam viciá-lo, ele e seu time optaram por uma solução diferente: o uso do canabidiol (remédio feito a partir da folha da maconha).

Em entrevista ao site ESPN, Velasquez revelou que fez uso da substância pela primeira vez antes da cirurgia feita em fevereiro. De acordo com o lutador, após deixar de lutar algumas vezes ao longo do ano por conta das dores, o canabidiol (CBD) foi fundamental nessa preparação para a revanche contra seu último algoz.

“Isso (canabidiol) é única coisa que me permite continuar treinando, e não estou tomando nenhum analgésico perigoso que possa me viciar mais tarde. Não sei o que todos vão pensar sobre mim depois de eu dizer isso, mas é apenas uma das durezas que nós lutadores precisamos encarar. No passado, na NFL (liga nacional de futebol americano dos Estados Unidos), os jogadores já se viciaram em analgésicos. Não quero estar viciado de forma nenhuma”, disse o americano de origem mexicana.

A USADA (Organização Nacional Antidoping dos EUA), instituição responsável pelo controle de doping no Ultimate, permite o uso da substância apenas durante o período fora de competição, que vai das seis horas antes da pesagem até as seis horas depois da luta. E mesmo após revelar todo o sacrifício pelo qual passou para poder subir ao octógono no UFC 207 da organização, Velasquez garantiu que conseguiu manter a rotina de treinamentos e que estará preparado para se vingar do brasileiro.

“No que se refere a treinamento, fiz de tudo. Sparring, wrestling, não estou perdendo nenhum exercício e fiz meu condicionamento. Eu me sinto muito bem fazendo isso. Esta luta é para conseguir minha vingança, e é por isso que gosto dela. É uma luta que eu pedi e uma luta que quero muito. Sabendo com eu treino todos os dias, as dores podem voltar. Eu realmente não sei até quando me sentirei bem. Na última vez foi só por um ano”, afirmou.

Velasquez e Werdum se enfrentaram pela primeira vez em novembro de 2015. Na ocasião, o brasileiro venceu com uma finalização por guilhotina no terceiro round e conquistou o cinturão linear da divisão dos pesados.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo