Topo

Esporte

Weidman desdenha de desafio de Mousasi: "Me deram outros nomes"

22/12/2016 06h00

Weidman foi nocauteado por Romero no UFC 205 – Diego Ribas

Chris Weidman ainda não quer saber de retornar ao octógono. Se recuperando do nocaute brutal sofrido em novembro quando encarou Yoel Romero, o ex-campeão dos médios (84 kg) do UFC foi publicamente desafiado por Gegard Mousasi, mas revelou que ainda não tem condições de voltar a atuar. A troca de mensagens se deu através do Twitter.

“O UFC ofereceu a você uma luta dias atrás, Crhis Weidman. De repente, você desapareceu. Aceite a luta logo. Estou esperando, camarada”, disse o iraniano.

Não demorou muito para que o norte-americano logo respondesse ao rival e revelasse que ele não foi o único atleta oferecido pela organização do evento. No entanto, a recuperação da lesão o impede de definir um adversário.

“Fácil, camarada. Você é apenas um dos nomes que me foi dado pelo UFC e eu continuo me recuperando. Orgulhoso que você finalmente está falando, de qualquer jeito”, respondeu Weidman.

O norte-americano perdeu o cinturão dos médios quando foi derrotado por Luke Rockhold em dezembro de 2015. Depois foi novamente nocauteado com uma joelhada voadora de Romero no UFC 205 e a suspensão médica determinou que Weidman ficasse dois meses afastado dos treinamentos.

Mousasi, por sua vez, vem de quatro triunfos seguidos no Ultimate. Atualmente ele ocupa a quinta colocação na lista dos melhores da categoria dos médios, que tem Michael Bisping como dono do cinturão.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte