Esporte

Brasileiro campeão do WSOF negocia com UFC: "Quero lutar com os melhores"

Diego Ribas/Ag. Fight
Marlon Moraes venceu as 11 lutas que disputou no WSOF Imagem: Diego Ribas/Ag. Fight

Ag. Fight

04/01/2017 10h00

Marlon Moraes vive o melhor momento de sua carreira. Com 13 vitórias seguidas no MMA, o peso-galo (61 kg) brasileiro, atual campeão do WSOF, viu no final de seu contrato com o evento americano a oportunidade de negociar com outras organizações para fazer jus ao seu recente cartel. E, ao menos no que depender do atleta, chegou a hora de ser mais valorizado, independentemente de qual torneio esteja disposto a contar com seus serviços.

Em conversa com a reportagem da Ag. Fight, o atleta afirmou que agora é um free agent, o que significa que ele optou por não renovar automaticamente seu contrato com o WSOF para poder negociar com outras organizações. E este trabalho de bastidores já começou, sempre com a ideia de capitalizar o máximo para sua carreira.

“Eu sou free agent agora, vamos ver qual vai ser a melhor proposta e oportunidade”, revelou logo no início da conversa. “Não sei onde vou lutar, mas sei que posso vencer os melhores. Tudo vai pesar, vamos ver tudo junto, reunir com o time e a família. Não tenho nada em vista ainda, mas garanto que posso vencer os melhores.  Minha ideia é achar a melhor proposta e valorizar minha carreira. Quero ser valorizado, seja lá onde for, ser bem pago pelo que você faz. Nosso esporte é muito difícil. A gente luta três vezes por ano, pode se machucar e ficar um ano parado. Tem que ser um denominador para as duas partes”.

Considerado um dos melhores lutadores do mundo a não ter contrato com o UFC pelos últimos dois anos, Marlon, que não perde uma disputa desde novembro de 2011 é campeão invicto do WSOF, onde realizou 11 disputas. Tanto sucesso no cage fez com que o brasileiro fosse sondado não apenas pelo UFC, mas por organizações de diferentes países como Rússia e Japão.

“A gente está conversando com todo mundo e vamos tomar uma decisão quando definirmos tudo, espero que o o mais rápido possível, para saber quando será a próxima luta. Na verdade, eu já estou treinando.  Já houve conversas, houve conversas com o UFC e há interesse das duas partes. Quem não quer lutar com os melhores? E eles estão lá hoje. E me vejo lutando com os melhores, lutando com o Cruz, TJ e Cody. E me vejo no mesmo nível. Me vejo entre os melhores, e quero lutar com os melhores”, garantiu.

Por sinal, o atleta se adianta em visualizar combates com os principais nomes de sua divisão no UFC. Inclusive com o mais novo campeão, Cody Garbrandt, que venceu Dominick Cruz na última sexta-feira (30) em Las Vegas (EUA).

“Vai ser muito interessante, eles são bons e têm muitas armas. Mas eu tenho um jogo diferenciado. Vai ser legal caso eu venha a lutar com eles. Vou chegar fazendo barulho . Aproveitem enquanto dá. Aproveite, porque eu estou chegando”.

Quer receber notícias de MMA de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo