Esporte

Desmaios, dinheiro e alegria: Dos Anjos revela motivos para subir de peso

Matthew Stockman/Getty Images
Rafael dos Anjos explicou motivos que o fizeram subir de categoria Imagem: Matthew Stockman/Getty Images

Ag. Fight

08/01/2017 12h00

Rafael dos Anjos surpreendeu na última sexta-feira (6) ao anunciar publicamente que deixará a divisão dos leves (70 kg), onde chegou a ter o cinturão em mãos, e subirá para os meio-médios (77 kg). A mudança, de acordo com o ex-campeão, é basicamente baseada em três fatores: dinheiro, felicidade e melhora em sua saúde pessoal.

Em entrevista exclusiva à Ag. Fight, Dos Anjos falou sobre os motivos que o levaram a tomar essa decisão. De acordo com o brasileiro, a ideia vinha de algum tempo atrás e amadureceu ainda mais com as dificuldades crescentes em cortar peso para suas últimas lutas. Além disso, ele revelou que chegou a desmaiar seguidas vezes durante um desses processos.

“Já vinha passando pela minha cabeça. Entre 2014 e 2015 eu fiz cinco lutas em 11 meses. Depois dessa corrida que fiz pelo cinturão achei que meu corpo mudou bastante. Cheguei a 205 pounds (quase 93 kg) sem comer igual maluco. Eu tenho bons hábitos. Depois da luta contra o Pettis eu ganhei bastante peso. Meu corpo começou a reter muito líquido. Contra o Cerrone a perda e peso foi mais difícil e contra o Alvarez mais ainda. Eu desmaiei três vezes perdendo peso e foi bem difícil. Depois da derrota… tenho 32 anos, atingi os objetivos que eu tinha, fui o primeiro brasileiro campeão dos leves. Por ter dois resultados não muito bons, acho que preciso ter o prazer de lutar novamente. Esses 15 pounds (6,8 kg) extras farão diferença. São novos horizontes para mim. Estarei mais feliz e, principalmente, saúde em primeiro lugar”, relatou o ex-campeão, antes de reclamar da sua atual remuneração.

“Existe possibilidade de voltar aos leves um dia. Não vou falar que não volto mais. Acho que o que estou ganhando hoje para lutar não vale o sacrifício. Não vale a pena me sacrificar e ferrar minha saúde toda para ganhar o que estou ganhando hoje. Prefiro lutar feliz e confortável. Se um dia aparecer uma superluta que me dê um retorno financeiro melhor, eu poderia retornar aos 70 kg, mas não agora”, completou.

Ainda ocupando a quarta colocação do ranking dos leves, Rafael dos Anjos ainda acredita estar bastante distante do título em sua nova categoria. No entanto, o brasileiro quer desafios de peso para subir logo na lista dos meio-médios e alçar planos maiores para o futuro.

“Estou com certeza muito longe do cinturão. Acabei de chegar na divisão, então tenho que chegar e ganhar algumas lutas para ver o quão longe estou. Não tenho ninguém em mente, mas quero chegar nessa categoria para lutar com os melhores e ser campeão um dia. Quero ganhar algumas lutas e fechar o ano no top 5 da divisão”, disse.

Rafael dos Anjos possui um cartel de 25 vitórias e nove derrotas no MMA profissional. A última vez que pisou no octógono, o brasileiro perdeu por decisão unânime para Tony Ferguson em novembro do ano passado.

Quer receber notícias de MMA de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo