Esporte

Woodley explica escolha por Wonderboy, mas não esquece de Demian: "Merecia"

10/01/2017 13h46

Tyron Woodley empatou com Stephen Thompson no UFC 205 - Diego Ribas

Tyron Woodley empatou com Stephen Thompson no UFC 205 – Diego Ribas

Especulado para enfrentar inúmeros lutadores dentro do UFC, o dono do cinturão peso meio-médio (77 kg) Tyron Woodley finalmente definiu quem será o seu próximo adversário. O americano fez campanha para enfrentar alguns grandes nomes da organização, entre eles Conor McGregor e Michael Bisping, campeões dos leves (70 kg) e dos médios (84 kg) respectivamente. No entanto, ele aceitou a revanche contra Stephen Thompson, atleta contra quem empatou em sua primeira defesa de título. ‘The Choosen One’ explicou a sua decisão e garantiu que o real merecedor da chance era o brasileiro Demian Maia.

Em entrevista ao site ‘BJPenn’, Woodley revelou que ainda não estava realmente convencido de que a revanche seria sua melhor opção no momento. O norte-americano disse que a razão para ter aceitado a luta é poder calar a todos que não o viram vitorioso em seu primeiro combate contra ‘Wonderboy’ e, para a partir daí, poder pensar em outros oponentes.

“Você sabe que isso é assim mesmo. Demian Maia, Nick Diaz, Michael Bisping e Georges St-Pierre são lutas que eu ainda terei na minha carreira. Eu estou apenas tentando escolher a melhor luta para mim no momento certo. Vocês sabem que eu não estava 100% convencido de que a revanche contra Wonderboy era o melhor para mim no momento. Mas então eu pensei: ‘Vamos fazer logo essa revanche para que todos calem a boca, aí encerraremos esse livro e mudaremos para outro capítulo”, contou o campeão.

Após analisar as razões de ter aceitado a revanche, Woodley não escondeu o atleta que, na sua opinião, realmente merecia a chance de disputar o cinturão. De acordo com o campeão, Demian Maia, atual terceiro colocado na divisão, é quem deveria lutar pelo cinturão dos meio-médios. O norte-americano revelou que estaria insatisfeito com a situação caso fosse o paulista, e culpou os juízes de sua última luta pela espera do brasileiro.

“Obviamente o Demian Maia. Se eu estivesse na posição dele estaria muito chateado, porque sentiria que estão me passando para trás. Eu sentiria que mereço aquela luta pelo título. Ele mesmo disse isso, assim como muitas outras pessoas, que não foi empate no UFC 205 e que eu venci aquela luta. Agora ele terá que ficar no bolso por causa de alguns juízes de Nova York que provavelmente julgaram sua primeira luta de MMA”, afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo