Esporte

Ex-rival, Frankie Edgar pede que BJ Penn se aposente do MMA

18/01/2017 18h30

Frankie Edgar já venceu BJ Penn três vezes dentro do Ultimate - Diego Ribas

Frankie Edgar já venceu BJ Penn três vezes no Ultimate – Diego Ribas

O nocaute sofrido por BJ Penn em seu combate contra Yair Rodriguez pela divisão peso-pena (66 kg) no último domingo (15), durante o UFC Phoenix, levantou questionamentos sobre o futuro de ‘The Prodigy’ no MMA. Já com 38 anos, o antigo dono do cinturão dos meio-médios (77 kg) e dos leves (70 kg) enfrentou a jovem promessa mexicana, mas foi dominado desde o começo do primeiro round. E a apresentação ruim do havaiano mobilizou Frankie Edgar, rival para quem já perdeu três vezes no Ultimate. De acordo com seu antigo algoz, chegou a hora de pendurar as luvas definitivamente.

Edgar apontou para o fato de que a idade chega para todos e sugeriu que BJ Penn deveria se aposentar. E, de fato, as recentes apresentações do havaiano ficaram abaixo das protagonizadas no período em que ele estava no auge. Sem vencer desde 2010, o havaiano acumulou apenas uma vitória em seus últimos oito combates, cenário impensável para o membro do Hall da Fama que já bateu nomes como Matt Hugues, Kenny Florian e Diego Sanchez.

“Não é meu papel dizer quando alguém deve se aposentar. Isso é algo que você deve querer fazer. Pessoalmente, eu gostaria de ver BJ se aposentar. Esse não é o BJ pelo qual nos apaixonamos. Seu estilo de luta, o tipo de pessoa que é e como ele traz isso… Você pode dizer que ele é um tipo de carcaça dele mesmo. O senhor do tempo é invencível e é assim que funciona. O guerreiro ainda está lá, o espírito ainda está lá. É apenas seu corpo que não estava respondendo”, afirmou em entrevista ao site ‘TMZ’.

Após analisar a carreira do lutador e sugerir sua aposentadoria, Frankie Edgar também revelou ter passado por fortes emoções enquanto assistia ao último combate de seu antigo rival - na ocasião, mesmo após estar semi-nocauteado no chão, BJ recebeu alguns golpes no rosto antes do fim do combate. De acordo com o americano, o árbitro poderia ter interrompido o duelo antes.

“BJ é um lutador. Ele tem o coração de um lutador. Mas quando Yair estava por cima dele batendo até o fim eu estava gritando com a TV: ‘Parem a luta, isso é o suficiente’. Eu acho que eles provavelmente poderiam ter parado aquele combate um pouco antes. Talvez se fosse um outro cara eu tivesse lidado melhor com isso. Então, ele talvez tivesse sido poupado de mais uns socos no rosto”, analisou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo