Esporte

Pai admite ter sido contra carreira de McGregor no MMA: 'Estava errado'

Ag. Fight

25/01/2017 11h05

Conor McGregor se tornou o primeiro atleta do mundo a deter dois cinturões do UFC ao mesmo tempo em 2016, quando venceu Eddie Alvarez pelo título dos leves (70 kg) e ainda sustentava o topo dos penas (66 kg). Além disso, o irlandês quebrou recordes de pay-per-view e se tornou em uma das figuras mais importantes da história do MMA internacional. Mas tudo isso poderia ter ido por água abaixo se dependesse de uma pessoa: seu próprio pai.

A revelação foi feita por Tony McGregor ao canal ‘BT Sport’, em um depoimento onde ele relembrou o exato momento exato em que se convenceu de que seu filho realmente seria uma atleta profissional de MMA.

“Eu não achei que fosse algo que ele poderia fazer como carreira. Era assim até que eu vi ele no Cage Warriors. Quando seu oponente foi chamado, eu vi aquilo preto, aquela música e luzes vindo. Olhei o cara e ele era mais maduro em anos do que o Conor, ele deveria ter 25, 26 ou 27 anos. E eu pensei: ‘nossa, esse é o adversário do meu filho’. Então eles anunciaram o Conor e Conor veio com a música. Mas quando ele desceu a rampa eu não vi um menino ali, eu vi um homem”, relembrou o pai do campeão dos leves do UFC antes de, claro, admitir que estava errado em sua avaliação anterior.

“Isso sempre me vem, meu menino virou um homem. Isso me vem a todo momento. Ele acertou. Não é sempre que um pai admite isso. Mas meu filho estava certo e seu pai estava errado. Ali eu sabia que ele tinha uma carreira”, concluiu.

Conor McGregor fez sua primeira luta como profissional de MMA em março de 2008, quando venceu Gary Morris por nocaute. A estreia no Cage Warriors foi em novembro de 2010, quando perdeu para Joseph Duffy, hoje também no UFC. O irlandês fez mais quatro duelos neste torneio até que estreou no Ultimate em 2013, quando nocauteou Marcus Brimage.

Em quase nove anos de carreira, McGregor acumula um cartel de 21 vitórias e apenas três derrotas. Afastado do octógono para acompanhar a gravidez da sua mulher, o irlandês só deve voltar a lutar em maio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo