Esporte

Ronda rompe silêncio para criticar política anti-imigração de Donald Trump

Ag. Fight

31/01/2017 15h15

Instagram

Ronda Rousey deixou claro que discorda dos rumos do Governo Trump – Instagram

A decisão do governo Donald Trump de suspender provisoriamente a entrada de pessoas de sete países de maioria muçulmana causou uma onda de protestos nos EUA. Dentre eles, foi a vez da ex-campeã do UFC Ronda Rousey romper o silêncio para mandar uma mensagem de apoio aos afetados pelas mudanças na política internacional americana.

Através de suas redes sociais, a judoca postou um cartoon que destaca com uma placa uma parte da mensagem gravada na base da Estátua da Liberdade, em Nova York (EUA), símbolo do país na luta contra o preconceito e intolerância.

“A placa na base da Estátua da Liberdade diz: “Me dê os seus cansados, seus pobres, suas massas encolhidas ansiando para respirar livre, o miserável refugo de sua terra fervente. Envie esses, os desabrigados, os enviados pela tempestade para mim, que eu levanto minha lâmpada ao lado da porta dourada. #Resistam”, narrou a atleta.

Antiga rival do atual presidente dos EUA, Ronda é neta de imigrante venezuelano e carrega em sua árvore genealógica ancestrais poloneses, irlandeses e até mesmo do Caribe. Talvez por isso a judoca tenha feito questão de deixar clara sua insatisfação com a decisão do Governo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo