Esporte

Prestes a voltar ao UFC, Zumbi Coreano relembra período no exército: "Rotineiro"

01/02/2017 16h29

ChanSung Jung foi derrotado por José Aldo em sua última luta, em 2013 - Erik Engelhart

Chan Sung Jung foi derrotado por José Aldo em sua última luta, em 2013 – Erik Engelhart

Sem lutar desde agosto de 2013, quando perdeu para José Aldo pela disputa do cinturão peso-pena (66 kg) do Ultimate, Chan Sung Jung, mais conhecido como ‘Zumbi Coreano’, voltará ao octógono mais famoso do mundo no próximo sábado (4) no UFC Houston. Depois de passar os últimos anos prestando serviços obrigatórios ao exército de seu país, a Coréia do Sul, o lutador revelou detalhes da rotina monótona enquanto era militar, e fez questão de garantir que aproveitou o tempo para aperfeiçoar suas habilidades no MMA.

Atualmente com 29 anos, o Zumbi Coreano fará o combate principal do próximo sábado contra Dennis Bermudez pela divisão dos penas. E, de acordo com sua recente entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o tempo no exército teve seu lado positivo. O atleta revelou que as lesões e cirurgias pelas quais passou enquanto lutava profissionalmente o obrigaram a trabalhar no escritório do governo, o que acabou fazendo com que ele tivesse tempo para treinar visando voltar ao UFC.

“Para ser sincero, foi bem rotineiro. Em virtude de todas as lesões e cirurgias que eu trouxe do MMA, meu trabalho era em um escritório do governo. Então, basicamente, eu era um servidor público. Depois do treinamento básico, estive livre para viver em casa e me deslocar para o trabalho. Terminava cedo o suficiente para ir treinar na maioria dos dias. Não treinava na intensidade normal de antes, então foquei mais em melhorar minhas habilidades em disciplinas diferentes”, afirmou.

Após revelar ter aproveitado o tempo livre enquanto prestou serviço militar como preparação para sua volta ao Ultimate, o atleta não perdeu tempo e analisou o seu futuro e o de sua categoria. O Zumbi Coreano demonstrou otimismo e apontou uma nova luta pelo cinturão da categoria daqui a dois combates. No entanto, ele não parece se interessar por uma revanche contra o atual campeão, José Aldo, e propôs que o brasileiro suba para a divisão dos leves (70 kg) e enfrente Conor McGregor, dono do cinturão na categoria.

“Isso não me preocupa muito. Eu meio que espero que o Aldo suba para os leves e bata no McGregor. Eu atualmente gosto de ambos como lutadores, mas desde que lutei contra Aldo, o prefiro. Se eu conseguir a vitória sobre o Bermudez, espero vencer mais uma vez e disputar o título. Claro que teremos que ver como tudo se desenrolará, mas esse seria o cenário ideal”, relatou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo