Esporte

Bader almoça com agentes do Bellator e encaminha saída do UFC: "Fiquei impressionado"

14/02/2017 16h27

Ryan Bader foi campeão do TUF 8 (reality show do UFC) - Marcel Alcântara

Ryan Bader foi campeão do reality show do UFC – Marcel Alcântara

E parece que Ryan Bader deve mesmo trocar o Ultimate pelo seu maior rival. Quinto colocado no ranking da categoria dos meio-pesados (93 kg), o americano vive uma das melhores fases de sua carreira e acumula sete vitórias nas últimas oito vezes que se apresentou pela organização. Mas nem mesmo as recentes boas atuações pela companhia o impediram de colocar seu futuro em xeque com o UFC e negociar sua partida rumo ao Bellator.

Atleta do Ultimate desde dezembro de 2008, quando bateu o brasileiro Vinny Magalhães na final do TUF 8, Bader alcançou a marca de 15 vitórias nas 20 vezes que competiu pela companhia – números que o colocaram como potencial desafiante ao cinturão de Daniel Cormier, campeão na divisão. No entanto, nem mesmo todo esse momento favorável o impediu de almoçar com representantes do Bellator e indicar seu futuro no maior rival do UFC.

“É óbvio que nós negociamos. Seria idiotice dizer que não. Fomos para lá e para cá, mas não demoramos muito para chegar a um termo que agradou a todos. Como disse, estava envolvido em toda situação. Voei e encontrei com o Rich Chou e Scott Cocker , sentamos e almoçamos. Foi nessa hora que fiz minhas perguntas, você sabe… Qual é o plano, o que o Bellator fará no futuro e esse tipo de coisa. E eu fiquei impressionado”, apontou em entrevista ao programa ‘Submission Radio’.

Atualmente com 33 anos e, ao contrário de grande parte dos atletas que saem do Ultimate e migram para outras organizações de MMA, Bader deixaria a organização em uma das melhores fases de sua carreira. Apesar de ainda não ter confirmado sua ida para o Bellator, o americano fez questão de garantir que não leva apenas os aspectos financeiros em consideração na hora de tomar sua decisão, e apontou que, independente da companhia, seu maior objetivo no momento é conquistar um cinturão.

“Para mim isso não é apenas sobre quem me paga mais dinheiro. Há mais coisas envolvidas. Estou no melhor ponto de minha carreira, física e mentalmente. Sou o melhor lutador que já fui e independente da organização que for, estarei indo para ganhar o cinturão. Não sou o cara que diz: ‘Ok, vou para o Bellator porque perdi várias lutas no UFC e farei mais algumas para depois encerrar minha carreira’. Nem sequer é o caso. Irei para lá com o intuito de ganhar o cinturão”, relatou o campeão do TUF 8.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo