Esporte

"Do Bronx" nega ultimato do UFC e revela desejo de retornar aos penas

William Lucas/Inovafoto
Imagem: William Lucas/Inovafoto

Ag. Fight

14/02/2017 09h00

 

Confirmado para o card do UFC 210, evento programado para o dia 8 de abril, Charles ‘Do Bronx’ terá pela frente um rival de peso. Mas, deixando as habilidades do americano Will Brooks de lado, o confronto carrega um ponto que garante atenção de seus fãs. Está será a primeira vez desde agosto de 2011 que o brasileiro lutará como peso leve (70 kg).

Com duas vitórias, duas derrotas e um empate na divisão, Charles retorna aos leves com um passado de quatro derrotas para balança, referentes aos momentos em que não cravou os 66 kg limites dos pesos pena. Por isso, quando confirmado para o duelo no UFC 210, a suspeita de um ultimato do evento foi instantânea.

“Não foi o UFC e nem nada, apareceu essa luta em 70 kg e a gente pegou. Vamos fazer e depois vamos ver o que vai acontecer. Na última luta, eu aceitei em cima e meu peso travou no México. Sempre que deu problema foi por pouca coisa, 100 gramas. Depois dess luta a gente vê se desce de novo”, narrou em conversa com a reportagem da Ag. Fight.

Longe desta divisão por anos, Charles terá pela frente o condecorado americano Will Brooks pela frente. Ex-campeão do Bellator, o americano foi contratado a peso de ouro pelo UFC e após travar uma temporada irregular em 2016, promete mostrar o seu melhor a partir de abril. E a seu favor, o vigor físico e a vantagem no peso chamam a atenção do brasileiro.

“Nessa luta, tem que lutar de 70 kg e depois vemos o que temos que fazer. Por mim, quero voltar para 66 kg, mas não sei, o foco agora é o Brooks. Na real, eu vou manter o meu peso. Quero ficar forte, chegar na semana da luta faltando cinco quilos. Sei que ele é pedreira. Na real, quero estar bem para fazer uma grande luta. Vou o manter a mesma dieta, comendo a mesma coisa para chegar com gás”, garantiu, se esquivando de qualquer necessidade de fazer as pazes coma vitória.

Afinal, com três derrotas em suas quatro últimas lutas, período em que não bateu o peso correto em três ocasiões, Charles corre o risco inédito de ser cortado. Ele, porém, afastado qualquer pressão e promete não apenas empenho, mas também resultado.

“Não acho que fiz algo errado. Estava fazendo frente a frente com caras de grande porte e andando para frente. Eu errei e eles pegaram meu pescoço. Agora em 2017 é o ano de foco para ter vitórias. A luta com o Holloway não existiu, estava machucado. Depois foi com ex-campeao, o Pettis. Errei e ele pegou meu pescoço. Depois foi vacilo meu também. Não tem pressão, quero mostrar que vim para ficar. Vou estar mais forte e vou andar para frente como sempre”, finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo