Esporte

Argentino ignora torcida rival no UFC Canadá: "Tenho mais qualidade"

Lucas Uebel/inovafoto
Santiago Ponzinibbio (esq.) durante luta contra Sean Strickland Imagem: Lucas Uebel/inovafoto

Ag. Fight

17/02/2017 08h00

O UFC Fight Night 105, que acontecerá em Halifax (Canadá), contará com a presença de três brasileiros e meio. Explica-se: além de Cezar ‘Mutante’, Thiago ‘Marreta’ e Reginaldo Vieira, o argentino Santiago Ponzinibbio também estará no card.

E por que logo um argentino pode ser considerado meio brasileiro? Simples, Ponzinibbio morou durante anos no Brasil, construiu grande parte de sua carreira no MMA por aqui e fez parte da segunda edição do TUF em solo nacional, onde ganhou o apelido de ‘Argentino Gente Boa’ pelo seu carisma que conquistou a casa.

Mas o início no Brasil não foi um mar de rosas. Acostumado com a rivalidade entre os países vizinhos, Santiago Ponzinibbio teve que se acostumar a se apresentar em territórios sempre advérios e com torcida contrária. Exatamente a mesma situação que viverá no UFC Fight Night 105, quando encara o canadense Nordine Taleb. Mas nada que preocupe o Argentino Gente Boa.

“Não me importo, sou argentino e me acostumei a lutar no Brasil. Na verdade não me preocupo com isso, quando o cage fecha são apenas dois lutadores lá dentro. Acho que tenho muito mais qualidades do que ele, e por isso não me incomodo se será na casa dele ou na minha. Estou bem treinado para ganhar dele onde for”, afirmou o atleta de 30 anos em conversa com a Ag. Fight.

Primeiro argentino a pisar em um octógono do UFC, Santiago carrega consigo o peso de buscar o crescimento do MMA em seu país. Segundo o atleta, essa evolução já pode ser sentida e ele se permite até a deixar a modéstia de lado e revelar que se acha importante para o desenvolvimento do esporte na Argentina.

“O esporte cresceu muito na Argentina, temos muitos lutadores lá e estamos acompanhando o crescimento do MMA. É um país que começou mais atrasado, né? Não tem a cultura do Brasil e dos Estados Unidos. Está indo mais devagarinho, mas está crescendo. Creio que eu ajudei . O povo argentino gosta muito de ter um representante no UFC. Sou de um país que tem um grande mercado, que gosta da luta e tem a cultura do boxe. É um mercado novo a ser explorado. Fui o primeiro argentino do UFC, estou em boa fase e por isso acho que isso até ajuda”, disse.

Com 23 vitórias e apenas três derrotas na carreira, Santiago Ponzinibbio realmente vive um momento especial. Ele vem de três triunfos consecutivos diante de atletas com potencial, como Court McGee e Zak Cummings. Taleb, por sua vez, possui 12 triunfos e três reveses como lutador. Sua última aparição foi diante do brasileiro Erick Silva, quando o canadense venceu por nocaute no segundo round.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo