Esporte

Criticado, Woodley rebate Dana: "Quero ver ir lá e enfrentar o Wonderboy"

John Locher/AP
Imagem: John Locher/AP

Ag. Fight

06/03/2017 06h00

 

A luta principal do UFC 209 ficou abaixo das expectativas. Em combate morno, Tyron Woodley teve sucesso em sua revanche contra Stephen Thompson e manteve o título meio-médio (77 kg), mas não sem antes ouvir reclamações de fãs, lutadores e até mesmo do presidente do evento Dana White, que afirmou que o desafiante deveria ter vencido a disputa. Ao saber dessa declaração, o campeão não hesitou em rebater o discurso do cartola e enaltecer as habilidades de seu rival.

Especialista na luta agarrada, Woodley adotou uma estratégia mais segura e não se arriscou na trocação contra ‘Wonderboy’, que tem como especialidade o caratê. E em virtude da falta de ação durante o combate, a dupla ouviu vaias do público presente no ginásio T-Mobile Arena em Las Vegas (EUA) por quase 20 minutos. No entanto, o campeão ressaltou sua estratégia para o confronto e garantiu que respeito pelo estilo de Thompson.

“Quero ver Dana White ir lá e enfrentar o Wonderboy. Olhe para todos que foram lá, como Patrick Cote e Robert Whittaker. Olhe esses caras que pensavam que iriam destruí-lo e desrespeitaram seu estilo. Fiz o oposto, abracei o estilo dele. Trouxe o campeão mundial atual nessa divisão. Você não pode desrespeitar aquele estilo”, analisou durante a coletiva de imprensa após a luta.

Além de analisar a dificuldade do duelo e ressaltar as habilidades do desafiante, Woodley garantiu que tudo fazia parte de sua estratégia. Apesar de entender o desejo dos fãs em ver uma luta franca e com troca franca de golpes, o atleta afirmou que nem sempre é possível dar o show que os fãs querem ver - principalmente se essa for a especialidade de seu adversário.

“Se você pensa que tem tudo sob controle… Chutes e socos chegam de ângulos estranhos e você fica sem seu cinturão e é nocauteado. Sei que vocês (fãs) amam assistir a nocautes e sangue, e eu também gosto. Mas adivinhem só, amo ser o campeão e as vezes isso não é a luta mais divertida”, relatou o atleta de 34 anos na coletiva de imprensa após o show.

Mas mesmo depois de garantir que entende o lado dos fãs, o campeão demonstrou certa irritação com as críticas recorrentes sobre sua apresentação. Tanto que, nitidamente incomodado, Woodley fez análise curiosa sobre a postura da torcida.

“Os fãs podem me alertar, que eu pararei a luta e deixarei eles entrarem no cage. Eu sairei do octógono, e eles poderão me mostrar como fazer melhor. É fácil dizer isso (criticar) quando se está sentado, mas não quando se está enfrentando um lutador de alto nível que já finalizou tantos oponentes e que tem tantas habilidades. As vezes é preciso ser paciente e encontrar o momento”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo