Esporte

Joanna Jedrzejczyk critica postura de Jessica 'Bate-Estaca': "Sinto mal por ela"

13/03/2017 18h20

joanna

Joanna Jedrzejczyk defenderá seu cinturão em maio, no UFC Dallas – Diego Ribas

Confirmado para o dia 13 de junho, o duelo entre Joanna Jedrzejczyk e Jéssica ‘Bate-Estaca’ colocará frente a frente não apenas duas agressivas lutadoras disputando o título dos pesos-palhas (52 kg) como também fará com que as ‘ex-amigas’ tirem suas diferenças no octógono. E com esse passado em jogo, a polonesa garantiu surpresa com a postura da desafiante.

Quando chegaram ao UFC, as duas lutadoras eram agenciadas por Tiago Okamura, fato que as aproximou e garantiu até mesmo que elas dividissem o tatame vez algumas vezes. O clima amigável, porém, chegou ao fim quando desceu para os pesos-palhas (52 kg), mesma categoria de Joanna, que pouco tempo depois optou por buscar novos rumos em sua carreira, mudando de time e de empresário.

“Tivemos bons treinos e boas conversas. Quando a luta fica grande, as pessoas ficam loucas. Achei que ela não faria isso, e me sinto mal por ela. Mas ela está provocando. Seja paciente e siga treinando. Falarei com ela no UFC 211, em Dallas”, afirmou a campeã em conversa com o programa ‘MMA Hour’ na última segunda-feira (13).

A provocação em questão foi a crítica de Jéssica, que afirmou que Joanna não possui um bom queixo, fato que incomodou a polonesa. Supondo que o ex-empresário estaria ajudando Jéssica com suas declarações e provocações, a campeã sua surpresa com tal postura e garantiu que só responderá quando a semanada luta chegar.

“Não sei do que ela está falando. Não sei se foi o Thiago, que foi um irmão para mim, e ainda temos boa relação. Acho que eles podem ter mais crédito com a promoção, mas eu ainda estou bem com eles. Não sei do que estão falando. Sei que o Jéssica não é bom, sei que tem alguém ajudando ela com isso. Deve ser o Thiago. Me sinto mal por isso. Ainda amo ele, fez muito por mim”, narrou, antes de garantir que precisa mudar de ares para otimizar o momento de sucesso em sua carreira.

Apesar da fama de marrenta, a atleta polonesa, conhecida por protagonizar encaradas tensas e garantir verdadeira guerra de nervos com suas oponentes na semana das lutas, prometeu que tudo isso se resume à semana do combate. Tanto que, de acordo com sua visão, ela não responde provocações de qualquer rival que seja.

“Você já meu viu respondendo? As pessoas fazem guerras no Twitter, elas ficam loucas. Estou tentando ficar quieta e deixar os outros falaram. Ok, minhas encaradas são duras, tem a pesagem… Mas deixe elas falarem. Falo no dia da luta com meu corpo. Se você vai me nocautear, talvez você está certa ou talvez não. Prefiro treinar duro todo dia”, finalizou o assunto.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo