Esporte

Villante admite falha em derrota para Shogun: "Tirei o pé do acelerador"

13/03/2017 15h41

Gian Villante é o atual décimo segundo colocado na divisão dos meio-pesados (93 kg) - Tobias Bunnenberg

Villante é o décimo segundo colocado na divisão dos meio-pesados (93 kg) – Tobias Bunnenberg

Gian Villante não teve o final de semana dos sonhos no Brasil. O americano enfrentou Maurício ‘Shogun’ na luta co-principal do UFC Fortaleza, realizado no último sábado (11) na capital do Ceará, e perdeu por nocaute técnico no primeiro minuto do terceiro round. E logo após o combate, em conversa com jornalistas durante a coletiva de imprensa, ele culpou a falta de intensidade em sua atuação como razão para a derrota.

O combate entre os dois começou disputado, e a dupla alternou momentos de superioridade ao longo do primeiro assalto. No entanto, no segundo round a história ficou diferente a partir do instante em que Shogun encontrou a distância na trocação e o americano aparentou sentir o cansaço decorrente dos golpes sofridos. Mas Villante garantiu que, ao contrário do que demonstrava, não se sentiu cansado durante a luta, e indicou que precisava ter sido mais agressivo para sair com a vitória.

“Eu sinto que eu posso fazer isso com qualquer um. Acho que o meu problema foi a minha agressividade. Eu tirei o meu pé do acelerador. Não sei se parecia, mas eu não estava nem um pouco cansado. Eu estava bem, acho que falhei porque tirei o pé do acelerador. Eu estava quente e me sentindo bem”, relatou durante a coletiva após o UFC Fortaleza.

Após analisar a principal razão para ter sido nocauteado pelo brasileiro, Villante não se arrependeu de ter aceitado a trocação, especialidade de Shogun, durante o combate. O americano, que tem o wrestling como uma de suas principais habilidades e inclusive venceu o campeonato estadual do esporte quando estava no ensino médio, em 2003, afirmou que estava animado com a troca de golpes em pé.

“É difícil dizer se deveria ter usado mais o meu wrestling. Eu gostei da trocação e da porradaria de hoje.  Eu acho que preciso fazer o dever de casa e estudar essa luta. A última foi meio mais ou menos e eu me senti melhor hoje do que na minha luta anterior. Mas eu estarei de volta. Podem me colocar em um card amanhã que eu me sinto pronto para lutar”, contou.

Villante alterna resultados positivos e negativos desde que chegou a organização em 2013, mas ainda assim ocupa a 12ª colocação na divisão dos meio-pesados (93 kg). E mesmo com o pouco intervalo de tempo desde a derrota para Shogun, o americano garantiu que está pronto para voltar aos octógonos novamente.

“Foi definitivamente legal, mas honestamente eu tentei arrancar a cabeça dele ele a minha. Não foi nada diferente do que eu esperava.  “Eu me sinto saudável e estou pronto. Eu me senti bem no octógono, não tive lesões, não me machuquei e estou pronto assim que eles quiserem me colocar para lutar novamente”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo