Esporte

Nocaute, show de jiu-jitsu e aposentadoria garantem a festa no UFC Londres

Josh Hedges/Zuffa LLC
Jimi Manuwa nocauteou Corey Anderson no UFC Londres Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC

Ag. Fight

18/03/2017 20h05

Com apenas quatro lutas no card principal, o UFC Londres, evento realizado neste sábado (18), contou com duelos bem mais agitados do que os realizados na etapa inicial. E destaque para o dono da casa Jimi Manuwa, que liquidou a fatura contra Corey Anderson ainda no primeiro assalto, para a alegria da plateia.

Melhor em pé, Jimi apenas caminhou para frente e, com calma, defendeu as tentativas de queda do rival. O lutador escolheu os momentos certos para atacar. Com um direto de direita certeiro, ele levou Corey à lona, que demorou alguns segundos para entender o que tinha acontecido.

“Estou pronto para qualquer um. Quero minha chance de lutar pelo cinturão. Quero quem vencer, Cormier ou Anthony Johnson”, provocou.

Show de jiu-jitsu

Sparring de Conor McGregor, Gunnar Nelson não tomou conhecimento do rival Alan Jouban. Especialista em jiu-jitsu, o islandês botou para baixo e trabalhou seu jogo de solo desde o primeiro minuto de combate. Tanto que, após esbarrar na defesa do oponente, ele terminou o primeiro round montado.

Já na etapa seguinte, seu oponente não conseguiu mais conter as transições no chão e acabou batendo com uma justa guilhotina. Com o resultado, Nelson soma duas vitórias seguidas no show e sete triunfos em nove presentações no cage.

“Eu sempre tento finalizar. Esse é o meu estilo. As vezes temos que jogar mais seguro,mas eu sempre tento finalizar”, garantiu.

Aposentadoria

Fazendo a luta de número 39 em sua carreira, Brad Pickett entrou no octógono para encarar Marlon Vera e poder dar adeus ao esporte diante de sua torcida. Mas mesmo com o apoio dos compatriotas, o veterano de 38 anos não aguentou o ritmo do mais jovem rival.

Depois de dois rounds equilibrados, Pickett sentiu o peso da idade e caiu de rendimento na etapa final, e com a movimentação reduzida ele se tornou alvo fixo. Melhor para o equatoriano que acertou um belo chute alto e levou o rival a knockdown. Na sequência, dois socos no ground and pound foram o suficientes garantir o final da carreira

“Muita coisa passando pela minha cabeça agora. Agradeço ao UFC por me deixar mostrar meu talento. Amo vocês, caras. Para ser sincero, achava que estava vencendo e fiquei frustrado pois achei que a luta podia não ser encerrada ali. Gostaria de vencer hoje”, declarou com lágrimas nos olhos antes de deixar seu famoso chapéu no centro do cage como sinal de aposentadoria.

Acompanhe os resultados do UFC Londres:

Jimi Manuwa nocauteou Corey Anderson no 1º round;
Gunnar Nelson finalizou Alan Jouban no 2ºround;
Marlon Vera nocauteou Brad Pickett no 3º round;
Arnold Allen venceu Makwan Amirkhani por decisão dividida;
Joseph Duffy venceu Reza Madadi por decisão unânime;
Francimar ‘Bodão’ venceu Darren Stewart por decisão unânime;
Timothy Johnson venceu Daniel Omiela?czuk por decisão divida;
Leon Edwards venceu Vicente Luque por decisão unânime;
Marc Diakiese nocauteou Teemu Packalén no 1º round;
Scott Askham venceu Bradley Scott por decisão dividida;
Lina Länsberg venceu Lucie Pudilova por decisão unânime.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo