Esporte

Cormier se irrita com assunto Jon Jones: "tentou trapacear"

L.E. Baskow/Las Vegas Sun
Imagem: L.E. Baskow/Las Vegas Sun

Ag. Fight

05/04/2017 10h51

Daniel Cormier está a apenas três dias de defender o seu título dos meio-pesados (93 kg) pela segunda vez diante de Anthony Johnson. No entanto, um assunto não sai da cabeça do campeão: Jon Jones, ex-dono do título da categoria e que ainda cumpre suspensão de um ano pelo uso de substância proibida em julho de 2016.

DC esteve junto com Johnson durante a gravação do podcast ‘5ive Rounds’ nesta semana e, mais uma vez, teve que responder perguntas sobre Jones. Depois de Cormier mostrar algum descontentamento com as indagações, foi a vez do desafiante responder, e ‘Rumble’ afirmou que “o nome de Jon Jones estará sempre presente, independentemente do que aconteceu”. Foi o suficiente para o atual campeão praticamente perder a linha e esbravejar a respeito do tema.

“Você meio que espera isso, mas tem apenas um problema na resposta do Anthony. Acho que temos que parar de dizer ‘apesar do que aconteceu’. Nós sabemos o que aconteceu. Sabemos exatamente o que ele fez. Então, quando falamos ‘apesar do que aconteceu’ e não mostramos o fato é quase como se estivéssemos a varrê-lo para debaixo do tapete. Sabemos as coisas ruins que ele fez. Sabemos que ele tentou trapacear. Sabemos de tudo. Eu fico irritado porque eu penso: ‘por que você está me perguntando de um cara que três dias antes de lutar comigo me deixou maluco?”. Essas coisas me irritam, não o fato de ele ser um bom lutador. Ele é um bom lutador”, desabafou DC.

Mas o campeão não parou por aí. Segundo Cormier, o fato de Jon Jones ter sido suspenso por um ano pela USADA (agência norte-americana antidopagem) já mostra que ele tem plena culpa no que fez. Mesmo alegando ter tomado remédio para melhorar o desempenho sexual e a agência tendo comprovado que o medicamento descrito continha as substâncias encontradas no corpo de Bones, o órgão optou por puni-lo por “falta de cuidado”.

“Ele pegou um ano de suspensão da USADA, certo? Ele pegou um ano de suspensão e aí tem um equívoco de que a USADA acreditou na desculpa dele. Eles não acreditaram. Eles deram o máximo de tempo que poderia para o que ele fez. A defesa que ele fez não provou nada. USADA deu a ele a suspensão máxima que poderiam dar, então, para mim ele é um trapaceiro. Eles não compraram aquilo de pílula de fertilidade ou viagra. Eles não compraram isso porque se tivessem comprado essa explicação eles não teriam dado a ele a punição máxima que poderiam dar”, concluiu.

Cormier e Johnson farão a luta mais aguardada do UFC 210, marcado para este sábado (8), em Nova York (EUA). O duelo é uma revanche do ocorrido em 2015, quando DC levou a melhor com uma finalização no terceiro round. Cormier possui um cartel de 18 vitórias e apenas uma derrota – justamente para Jon Jones.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo