Esporte

Promessa dos EUA faz as pazes com a vitória e espanta má fase no UFC 210

Josh Hedges/Zuffa LLC
Miles Jury fez as pazes com a vitória no UFC 210 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC

Ag. Fight

08/04/2017 22h51

Depois de acumular sequência de seis vitórias no UFC, Myles Jury encontrou na temporada de 2015 o ano de sua torment. Diante de Donald Cerrone e Charles Do Bronxs, o promissor americano saiu derrota do cage, deu adeus à sua invencibilidade no MMA profissional e tirou um ano sabático para reavaliar sua carreira e curar lesões. E neste sábado (8), o ‘Fúria’ fez as pazes com a vitória.

Diante de Mike De La Torre, Mules atropelou e mostrou seu cartão de visita para a categoria dos pesos-penas (66 kg). Partindo com tudo para cima, ele derrubou, passou a guarda, montou e pegou as costas. Todas as posições foram acompanhadas de diversos golpes, que após poucos minutos obrigaram o árbitro central a paralisar a disputa. Que retorno!

Nocaute relâmpago

Gregor Gillespie estreou no UFC em setembro do ano passado vencendo Glaico França em Brasília. E neste sábado (8), no card preliminar do show de número 210 da organização, ele provou que o triunfo não foi por acaso ao nocautear Andrew Holbrook em meros 21 segundos, ampliando assim sua invencibilidade para nove duelos no MMA.

Sem tempo para estudo, os dois atletas se mostraram dispostos a trocarem golpes em pé desde o início, o que abriu brecha para que o combate chegasse ao fim rapidamente. No primeiro momento que eles plantaram base frente a frente, Gregor encaixou um knockdown e, aproveitando o momento, partiu para cima e liquidou a fatura com golpes no ground and pound. Que belo início de carreira no UFC!

Decepção mexicana

Uma das grandes apostas do UFC para o mercado latino, a mexicana Irene Aldana voltou a decepcionar neste sábado (8). Depois de uma estreia frustrante na organização diante de Leslie Smith, em dezembro, a boxeadora não conseguiu imprimir seu ritmo e acabou dominada por Katlyn Chookagian, que anotou sua nona vitória em cartel que conta com dez duelos como profissional.

Para isso, a americana minou as pernas da rival desde o início e a obrigou a andar para trás, expondo a maior deficiência da mexicana na luta em pé. E com um ritmo de combate baseado no volume de golpes em detrimento da potência, Irene voltou para casa com sua segunda derrota seguida no octógono mais famoso do mundo do MMA. Desta vez por decisão dividida.

Acompanhe os resultado do UFC 210:

Myles Jury nocauteou Mike De La Torre no 1º round;
Kamaru Usman venceu Sean Strickland por decisão unânime;
Shane Burgos nocauteou Charles Rosa no 3º round;
Patrick Cummins venceu Jan B?achowiczpor decisão majoritária;
Gregor Gillespie nocauteou Andrew Holbrook no 1º round;
Desmond Green venceu Josh Emmett por decisão dividida;
Katlyn Chookagian venceu Irene Aldana por decisão dividida;
Magomed Bibulatov venceu Jenel Lausa por decisão unânime;

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo