Esporte

Empolgado, campeão mundial de boxe alfineta Klitschko: "Se esqueceu de ser humilde"

25/04/2017 16h24

Deontay Wilder venceu todos os 38 combates que travou no boxe – Divulgação

Campeão peso-pesado da WBC (Conselho Mundial de Boxe), Deontay Wilder se manteve invicto no esporte ao bater Gerald Washington em sua quinta defesa de cinturão, em duelo realizado no último dia 25 de fevereiro. E apesar de não ter nenhum combate agendado, o americano garantiu estar animado pelo confronto entre Anthony Joshua e Wladimir Klitschko, atletas que disputarão o  cinturão da IBF (Federação Internacional de Boxe) e que surgem como possíveis nomes para sua próxima aparição nos ringues. De quebra, ‘The Bronze Bomber’ não perdeu a oportunidade de alfinetar o rival ucraniano, a quem apontou a necessidade de perder para voltar a ser humilde.

A luta citada pelo campeão peso-pesado da WBC foi a contra Tyson Fury, em novembro de 2015, quando Klitschko, além de perder o cinturão da WBA (Associação Mundial de Boxe), abriu mão da sequência de 22 vitórias que ostentava ao ser derrotado pelo americano. De acordo com Deontay Wilder, o atleta estava inebriado com os títulos e pelos resultados conquistados até então, e garantiu que o retorno ao topo depende apenas do próprio competidor.

“Klitschko sente como se tivesse se dedicado ao esporte, é por isso que ele diz que está obcecado. Ele está obcecado com a manutenção de seus títulos, ele está obcecado com seu retorno ao topo novamente. Ele é como um novo lutador. Ele precisava dessa perda para Tyson Fury porque ele havia se esquecido de ser humilde. Ele se esqueceu disso”, relatou em coletiva de imprensa feita por telefone.

“Agora que ele se reconstruiu, ele tem essa fome, esse fogo. No final das contas, tudo o que importa é na noite da luta. Ele pode vir até nós como na luta contra Tyson Fury, falando sobre altura e peso, ou ele pode trazer aquele Klitschko como sempre vimos, com os jabs e com as mãos certas… Nós veremos o que acontece”, analisou o campeão invicto.

Além de analisar o momento vivido por Klitschko, Deontay Wilder aproveitou para dar sua opinião sobre o duelo contra o inglês Anthony Joshua, no Estádio Wembley, em combate agendado para o dia 29 de abril de 2017 e que possivelmente definirá o adversário de ‘The Bronze Bomber’ na unificação dos cinturões pesos-pesados. Por isso, o campeão da WBC não escondeu sua preferência pelo inglês.

“Eu vou continuar com a minha declaração e com o que tenho dito. Meu coração é pelo Joshua, mas minha mente é para Klitschko. Meu coração é para Joshua porque eu adoraria lutar com ele – eu acho que seria uma mega-luta. Mesmo que Joshua esteja lutando Klitschko, as pessoas ainda estão falando sobre a luta entre Wilder e Joshua. É quase exigido. Se esse garoto bater Klitschko é como se a única luta que ele terá será contra mim, porque isso tem sido muito exigido”, completou.

 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo