Esporte

Anderson Silva se revolta com UFC, exige cinturão e ameaça parar de lutar

01/05/2017 17h40

Anderson Silva quer lutar pelo cinturão interino com Romero – Rigel Salazar

Anderson Silva está revoltado com o Ultimate e pode até parar de lutar. O brasileiro resolveu abrir a boca e expôs totalmente a situação que ele está vivendo atualmente no maior torneio de MMA do mundo, onde Spider deveria se apresentar no UFC Rio, marcado para o dia 3 de junho, mas ainda está sem adversário.

Em entrevista ao programa ‘MMA Hour’ nesta segunda-feira (1º), Spider acusou Dana White, presidente do UFC, e a organização em geral de não respeitarem sua história. Anderson Silva também exigiu que seu combate no Rio seja válido pelo cinturão interino dos médios (84 kg) e sugeriu que Yoel Romero seja o seu oponente.

“Com certeza . Estou aqui no Brasil há bastante tempo. Perdi muito dinheiro em outras oportunidades fora de cage. E eu parei minha vida para lutar, coloquei isso como a minha prioridade. Essa luta no Rio eu devo aos meus fãs. E então isso não acontece. Se eu puder enfrentar o Romero pelo cinturão interino, eu já disse para o meu empresário que estou pronto”, afirmou Spider.

“Eu sinceramente estou muito cansado. Conversei com meus amigos e com minha família. Eu pensei, se essa luta no Brasil não acontecer, acabou para mim. Vou parar de lutar. Não acredito em nada que o Dana White fala. Ele e o Lorenzo me prometeram que eu enfrentaria o GSP quando ele voltasse. E isso não aconteceu. Ele vai lutar pelo cinturão. Não quero mais isso, toda essa conversa fiada. Estou cansado”, completou.

No mesmo programa, Yoel Romero entrou no ar ao mesmo tempo e aceitou os termos de Anderson Silva. O cubano afirmou que enfrentar Spider seria importante para ele, mas desde que realmente fosse pelo cinturão interino, como o brasileiro também quer.

“Eu poderia enfrentá-lo pelo cinturão interino. Seria bom para as pessoas no Rio. Concordo com o Anderson, essa luta só faz sentido se for pelo cinturão. Eu quero isso, enfrentá-lo pelo cinturão interino”, disse o cubano.

O atual campeão da divisão dos médios é Michael Bisping. Mas o inglês enfrentará Georges St-Pierre, que voltará de um longo tempo de mais de três anos longe dos octógonos. Essa luta ainda não tem data para acontecer e isso também revoltou o ex-campeão.

“Na minha opinião, isso é um desrespeito com diversos atletas na categoria. É uma palhaçada com o legado de muita gente nessa divisão. Não sei o que está acontecendo com o Dana White hoje em dia. Tenho minha opinião sobre ele, mas no momento estou muito desapontado. E agora é sobre toda a cidade do Rio. Eu dou minha vida para esse esporte. E nada acontece, mesmo depois que ele promete as coisas”, encerrou Anderson Silva.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo