Esporte

Bruno Gagliasso sonha em colocar F2N no nível do UFC

01/05/2017 16h44

Bruno Gagliasso é um dos sócios do Fight2Night – Felipe Panfili

Ocorrido na última sexta-feira (28), em Foz do Iguaçu, no Paraná, o Fight2Night impressionou os presentes com sua organização e combates de qualidade dentro do cage. Mas para montar o evento, os organizadores suaram a camisa e parecem ainda estarem longe do real objetivo. Segundo Bruno Gagliasso, ator e um dos sócios que comanda o projeto, a ideia é crescer ainda mais e um dia até ser comparável ao UFC.

Em coletiva realizada após o evento, Gagliasso, que é declaradamente fã de MMA, admitiu que não esperava um retorno tão grande em tão pouco tempo. No entanto, isso não o impede de sonhar com voos ainda maiores.

“Está ganhando uma proporção que a gente não imaginava. Era algo que queríamos, mas não sabíamos que ia rolar. Estamos preparados para ficar cada vez maior. Aguardem”, afirmou o ator.

Gagliasso também aproveitou para garantir que não está no negócio como “aventureiro” e afastar a possibilidade de o Fight2Night sofrer com a crise financeira que o país atravessa. Mais do que isso, o ator prometeu tentar levar o evento ao nível atingido pelo UFC atualmente.

“Não foi loucura. Eu não entrei agora. Isso sempre fez parte de mim, desde moleque. Sempre frequentei eventos. Invadia eventos menor de idade para conseguir assistir eventos de MMA. É a realização de um sonho. Só sonhar não tem graça. Para mim, que sou um realizador, o melhor é realizar. Queremos ser o melhor evento de MMA da América Latina. Muita pretensão falar que quero chegar ao ponto do UFC ou mais. Mas eu quero. Queremos um evento a altura do UFC e a gente vai chegar lá”, garantiu.

Questionado sobre quantos eventos iriam acontecer ainda em 2017, Gagliasso não soube dizer e coube a Igor Morgado, empresário que é um dos sócios do torneio, dizer que o cenário atual de crise no Brasil fez com que eles adiassem o projeto de fazer quatro noites de luta neste ano.

“Tínhamos ideia de fazer quatro eventos, mas por essa incerteza mudamos. O brasileiro só pensa em campeões, hoje você só compra MMA se tiver campeões. Resolvemos nivelar por cima e nivelando por cima, eliminamos os aventureiros. Quem é forte, estruturado e competente sobrevive. Eu sou a favor da crise. Temos crise de relacionamento todos os dias, mas batalhamos em prol do sucesso”, finalizou.

Na luta principal da noite, o americano Matt Hamill nocauteou o brasileiro Luiz ‘Banha’em pouco mais de 30 segundos de duelo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo