MMA

Cormier exige luta com Jon Jones para atingir "sanidade"

AP Photo/John Locher
Daniel Cormier e Jon Jones se encaram na coletiva do UFC 200 Imagem: AP Photo/John Locher

Ag. Fight

08/05/2017 11h58

Ainda não é oficial, mas muito provavelmente Daniel Cormier e Jon Jones voltarão a se encontrar dentro do octógono no dia 29 de julho, em Anaheim (EUA), no UFC 214. Apesar de o Ultimate ainda não ter batido o martelo, os dois atletas vêm se provocando e dando como certo o encontro para daqui cerca de dois meses. E ele é de uma importância enorme principalmente para o atual campeão dos meio-pesados (93 kg).

Com 38 anos de idade, Cormier possui uma carreira quase perfeita no MMA. A sua única mancha no cartel foi causada justamente por Jon Jones, que o venceu em janeiro de 2015 por decisão unânime dos juízes laterais. E, ao que tudo indica, esse revés ainda está engasgado na garganta do campeão.

“Eu e o Jon tivemos cinco datas agendadas para lutarmos, mas lutamos apenas em uma. Espero que tudo seja feito e nós consigamos lutar em Anaheim, porque ele é a minha baleia branca. Ele é aquele cara que eu tenho que perseguir, tenho que fazer isso. Para mim, para o meu legado, para a minha sanidade e para mim como competidor, eu tenho que ficar no octógono em frente ao Jon Jones e vencer desta vez”, afirmou Cormier, em conversa com o ‘Edge and Christian Podcast of Awesomeness’.

E mesmo sendo o atual detentor do título, DC parece não ter a aprovação e o carisma necessário para ganhar a torcida dos fãs. Tanto que durante uma coletiva de imprensa realizada recentemente, o campeão foi vaiado em alguns momentos quando tentava participar do evento.

Isso parece não abalar Cormier, que enxerga no seu estilo menos “festeiro” o motivo para que as pessoas não se identifiquem com ele, e mais com Jon Jones.

“Talvez eu não seja legal o suficiente, porque eu trabalho, eu luta, quando não estou lutando eu volto e vou aos jogos de futebol e beisebol dos meus filhos. É isso que eu faço. Eu pratico wrestling. Eu não fico fazendo festa por aí. Não saio para essas coisas loucas. Talvez eu seja muito chato, mas estou bem com isso. Gosto da minha vida”, garantiu.

Com 19 vitórias e apenas uma derrota em sua carreira, Cormier defendeu o cinturão dos meio-pesados no dia 4 de maio, quando venceu Anthony Johnson por finalização no UFC 210.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo