Topo

MMA

Rockhold se revolta e propõe greve caso UFC não libere cinturão interino

John Locher/AP
Luke Rockhold Imagem: John Locher/AP

Ag. Fight

09/05/2017 06h00

 

Luke Rockhold está revoltado com o Ultimate e pode seguir longe dos cages. Sem lutar desde junho de 2016, o ex-campeão dos pesos-médios (84 kg) deixou claro que não voltará a competir caso a organização não disponibilize um duelo pelo cinturão interino ou coloque o atual dono do título, Michael Bisping, para enfrentar um dos principais desafiantes da divisão. E para ver resultado em suas demandas, o atleta propôs que os outros lutadores da divisão façam o mesmo.

Durante uma entrevista no programa "The MMA Hour" nesta segunda-feira (8), Rockhold sugeriu que os atletas deveriam paralisar a categoria dos médios até o UFC disponibilizar alguma luta pelo cinturão. Afinal de contas, na opinião do americano, a divisão não faz sentido sem os seus principais atletas.

“Se eles não colocarem o cinturão interino em jogo, ou se eles não colocarem o Bisping para lutar contra algum dos desafiantes, eu não lutarei com ninguém. E o resto da divisão deveria fazer o mesmo. Qual o sentido disso sem o Mousasi, o Romero, o Whittaker e eu? Acho que todos nós tínhamos que parar e dizer "vão se f***". Coloque um cinturão em jogo ou fiquem sem a divisão”, declarou, antes de seguir criticando a decisão da organização em casar um duelo entre Bisping e Georges St-Pierre.

"Eles não estão colocando o campeão para trabalhar, o que é bastante ridículo. Quero dizer, eles realmente vão esperar até outubro para fazer essa luta com o Georges St-Pierre? Eu acho que os fãs nem têm mais interesse nessa luta", atacou.

Além disso, americano lamentou a mudança de postura na companhia que, na sua opinião, passou a priorizar o lado do evento no lugar do esporte. Tanto que, para Rockhold, as lutas não são mais casadas entre os melhores atletas.

"É uma piada. A companhia está perdendo o sentido. O que aconteceu com a velha organização onde o melhor lutava contra o melhor e que construiu esse esporte? Agora é algo apenas para os espectadores. Eles estão promovendo 'freak shows'", finalizou.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!