Topo

MMA

Cormier rebate Jon Jones: "Se drogou e atropelou a esposa de alguém"

L.E. Baskow/AP
Daniel Cormier Imagem: L.E. Baskow/AP

Ag. Fight

12/05/2017 08h00

 

Inimigos declarados dentro e fora do octógono, Daniel Cormier e Jon Jones travam uma verdadeira batalha de palavras através da imprensa e de sua redes sociais. A ira por parte de ‘DC’, atual campeão meio-pesado (93 kg) do Ultimate, ganhou ainda mais força após os rumores de que ele e seu rival irão liderar o card do UFC 214, evento que será realizado no próximo dia 29 de julho em Anaheim (EUA). E, após provocar ‘Bones’ via sua conta no Instagram, o wrestler enumerou razões para explicar o porquê do americano não ostentar mais o título.

Em entrevista ao site TMZ Sports, Cormier fez questão de rebater o discurso usado por seu adversário, atleta que também vem usando suas redes sociais para alimentar a rixa e que garantiu ser o real campeão entre os meio-pesados. Foi tal afirmação que fez com que ‘DC’ não perdesse tempo e relembrasse as razões que fizeram ‘Bones’ ficar fora de ação no esporte e ter lutado apenas duas vezes desde janeiro de 2015, época em que se enfrentaram.

“O cinturão dele foi perdido quando ele se drogou e atropelou a esposa de alguém, ou talvez ele tenha perdido o seu cinturão quando testou positivo para esteroides. Existiram algumas vezes em que ele perdeu o cinturão, então o campeão não está lá. Eu prefiro muito mais que peguem no meu pé por ser um cara do bem a ficar de frente com juízes por todo o país explicando as razões de ter me envolvido em problemas novamente”, analisou.

“Então diga que sou um cara do bem, porque prefiro isso a estar pedindo desculpas em frente a um juiz. Ou pelo menos tentar fingir que estou arrependido pelo que fiz, então me chame de cara do bem, obrigado, eu gosto disso. Uma coisa que você não pode fazer é dizer que ele é um cara legal, porque ele não é”, provocou.

Quando lutaram em 2015, Cormier conheceu a primeira e única derrota de seu cartel, mas foi logo após o combate que a carreira de Jon Jones entrou em declínio. Isso porque o atleta se envolveu em problemas fora do octógono, como um acidente de trânsito e um exame em que testou positivo para o uso de anabolizantes. De lá para cá, DC se consolidou como o campeão meio-pesado e já defendeu seu cinturão duas vezes.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!