MMA

Woodley ignora vitórias de Demian e elege rivais favoritos

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Demian Maia comemora vitória sobre Jorge Masvidal no UFC 211 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

16/05/2017 13h45

 

Demian Maia atingiu uma marca incrível no último sábado (13), quando venceu Jorge Masvidal no UFC 211 e chegou ao seu sétimo triunfo seguido no maior torneio de MMA do mundo. De quebra, o brasileiro ouviu de Dana White, presidente do UFC, a garantia de que sua próxima luta será válida pelo cinturão dos meio-médios (77 kg). Mas parece que ainda falta convencer o campeão Tyron Woodley disso.

Em entrevista ao site ‘ESPN’, o norte-americano preferiu não dar como certeza o seu duelo com Demian. Ao invés disso, Woodley colocou outros dois atletas na briga por uma possível luta pelo título. São eles: Georges St-Pierre e Nick Diaz.

“Acho que essas lutas (contra GSP ou Diaz) estão bem mais reais do que vocês imaginam. Eu estava provocando todos por algumas semanas, mas isso não era para rirem. Eles são opções reais que poderiam fazer Demian Maia ficar um passo um pouco para trás”, afirmou o americano.

A relutância em aceitar Demian Maia como próximo oponente vai de encontro com a postura de Woodley antes do confronto se confirmar. O americano chegou até a dizer que o paulista deveria ter esperado pela chance do título, e não ter aceitado encarar Masvidal, podendo colocar tudo a perder caso não vencesse.

No entanto, o campeão justifica um pouco da sua resistência em encarar Demian pelo fato de o brasileiro ser um especialista qualificadíssimo no jiu-jitsu, o que faria ele ter que concentrar sua preparação nesta arte marcial. Segundo Woodley, foi basicamente a mesma coisa que ele fez em suas últimas defesas de cinturão, quando enfrentou o carateca Stephen Thompson.

“Ele é um dos últimos especialistas no UFC. Ele e Stephen Thompson são dois dos últimos especialistas no esporte e aconteceu deles estarem justamente na minha categoria e próximo do topo. Treinei para o caratê do Wonderboy por duas vezes seguidas e foram os camps mais irritantes da minha vida. Ele é muito bom no que faz. Quando eu luto com esses especialistas, eu não posso ter um camp tranquilo. Não posso ter uma luta normal. Não posso lutar do jeito que eu normalmente lutaria contra um cara tradicional. Talvez agora eu tenha que voltar a um treino similar”, analisou.

Ainda não há acordo ou contrato assinado para o duelo entre Demian Maia e Tyron Woodley, mas o americano havia dito recentemente que estaria apto a lutar no mês de julho.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
EFE
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Topo